Layout / Art: Ana.

sábado, junho 30, 2007

Mais um carinho.....


Bom, estou muito contente...
A Pollyanna ( http://pollyannadutra.blogspot.com/), minha lindinha lá do escritório, me mandou esse presente!
Quero ressaltar, que é especial por que a Polly é uma pessoinha muito querida para mim, e acho mesmo que sou meio mãezona dela....
E podem acreditar, ela começou seu blog há pouco tempo.
na época, dei a maior força, aliás insisti mesmo....
E vejam o resultado!
Ela já está sendo reconhecida pela sinceridade e força de seus textos. Valeu Polinha...
Tô com maior orgulho de voce!!!
Agora tem aquele negócio de indicar mais cinco...
Ok, é complicado essa coisa...., e não vou negar que acho meio difícil, logo eu, que venho fazendo tantos e carinhosos amigos nesse universo.... mas não vou ser chatona e quebrar a corrente... vamos em frente !
The oscar go to....
Falar de amor é uma arte. Algumas dessas minhas indicações, são pessoas que escrevem sobre o amor, e falam dele com maestria e arte, e demonstram que vivem assim... Porisso, minha escolha hoje ao indicar o selinho vai para algumas "meninas" que são apaixonadas e felizes...
Mas, vai também, e especialmente, para o blog Varal de Ideias, por que é um dos mais bonitos que visito, e que me enche de amor com as suas imagens ...

Cadê o povo que corria comigo????


As "confusões", as tramas palacianas são tradição nas grandes monarquias. Todos os palácios guardam segredos, possuem portas secretas, saidas que levam os governantes para o outro extremo do pais. Aqui, nessa terra onde tem palmeiras e canta o sabiá, tudo é diferente. Nossos palácios são feitos de portas e telhados de vidros, e as saidas sequer são secretas. Os governantes e seus segredos, entram e saem pelas mesmas portas, devassando o interior sem qualquer preocupação em limpar e ou jogar por baixo do tapete a sujeira deixada nas salas e nos corredores. Ando triste com minhas ideologias. Ando triste com meu país.
Em 1984 fui pela primeira vez a Cuba. Era a realização de um sonho de juventude, um sonho de qualquer estudante de Direito, e de quem tivesse feito ciências sociais na Fafich, ( as salas de aula eram no sub-solo....)
Fomos em um voo fretado, com autorização do governo, pois até então não tinhamos relações diplomáticas com a ilha de Fidel.
A turma a bordo, era composta da todas as castas de esquerda e até hoje agradeço ao meu projetinho apresentado na Secretaria de Estado da Cultura de Minas Geriais, o qual me permitiu comparecer no prestigiado Congresso que aconteceu em Havana.
Mas, para mim, foi o começo da queda e , acreditem, foi minha primeira grande decepção com tudo que havia acreditado desde a mais tenra adolescência....
A pobreza, a fome, o desespero das pessoas por um dolar, por um sabonete...
Claro que teve o lado charmoso, morritos e daiquiris, solenidades com o grande chefe, ( vi Fidel bem de longe, mas vi...), apresentação de ballet e visitas ao malecon e por toda Havana Velha...
Passeios a Varadero, comidas e lagostas deliciosas, mas... meu Deus quanta tristeza eu vi...quanta pobreza...quanta fome...Voltei de lá completamente deprimida, pois havia conversado horas com muitos cubanos e cubanas, e lá conheci a lenda de que Fidel havia mandado matar Che Guevara, ora,ora, jamais poderia existir mais que um comandante... Lá descobri que a Ditadura comunista era pior do que a que havíamos sobrevivido....
Voltei a Havana alguns anos depois. Nada havia mudado, só a pobreza ...havia crescido!
Só descobri os livros do Gutierréz..
Grande homem soterrado na desilução, e contraditóriamente na força de resistência do povo mais musical e cantante que conheci - os cubanos! (?)
A mesma sensação de frustação e de haver acreditado em alguma coisa que nunca existiu anda rondando minha cabeça nos últimos tempos. O Brasil livre, o Brasil com Lula, o Brasil do Pt, o Brasil pelo qual eu "passietei" = passeatas.., anos de minha vida, talvez não exista, ou acho que jamais existiu. Fico me perguntando onde estão meus colegas de faculdade, meus amigos mais velhos que me buscavam no Colégio de Aplicação para descer correndo a Rua da Bahia e para juntos, com a turma do Direito, sairmos da porta da Federal, e com todas as forças e contra todas as forças gritar abaixo a ditadura???
Ah, que texto quixotesco esse meu.
Achar que hoje, 2007, quando a Apple esta vendendo o Iphone com filas em sua porta há dias, alguem vai se importar em fazer passeata para prender "meninos ' que batem em prostitutas e velhos", batalhar pela paz no Rio, pelo desarmamento das favelas, pela ÉTICA no governo?
Alguem estaria preocupado com alguma coisa além de pagar suas próprias contas e resolver seus próprios conflitos? Que saudades dos velhos tempos que a gente corria das bombas e dos cavalos perto da igreja São José, mas tínhamos certeza... certeza de que chegaríamos em algum lugar. Bom, tudo isso, essa historia triste e essas lembranças por que a Maria Júlia está fazendo um trabalho sobre as músicas de Chico buatque e suas metáforas, no período da Ditadura....
Acho que tenho pena de quem nunca teve o sonho de viver em um país melhor.
O país da minha filha é cheio de Mickey Mouse, competições onde sempre vencem os que deveriam vencer mesmo, porque estudam nos melhores colégios, onde o objetivo é ter nota para ir estudar em NYC ... Não é o Renam... Não é oRoriz...Não é O Lula...Não são os bingos ou os irmão que nada sabem de nada! Não são os ladrões de dinheiro publico, não são os assassinos de crianças, ou mesmo os traficantes... E´esse estado de espirito do meu país...
Sou woodstock, falo Go Home Yanckes, sou da turma que fala francês e acredita até hoje naquele negócio de liberté, egalité et fraternité...Me sinto uma boba, ao me emocionar ajudando a Mali fazer sua pesquisa. Eu vivi a história..
Coisa doida...

sexta-feira, junho 29, 2007

Curtinhas...

Linda a reportagem sobre São Paulo apresentada hoje pela manhã no "Bom dia Brasil".
A edição ficou perfeita, fundo musical e texto...
Não gosto de reconhecer, mas a Globo brilhou hoje...
______________________________

Eu tenho a maior birra deles, mas los hermanos argentinos vão ganhar a Copa America...
Tô apostando....
Também, se a gente ( Galo) não vencer o Inter vou fazer passeata com cartaz...
______________________________

O Renam esta cada vez mais poderoso... Ate o lula agora esta protegendo o homi...
Mas será o Benedito, gente, que ninguem pode ser relator da comissão...
Será que ninguem prende o ladrão...?????
Adorei a vaca dourada ...
Falando em vaca , voces se lembram do velho proverbio: "seguinte...o preço da vaca é cento e vinte???
Vaca a cento e vinte?? ´Só se for milhões....
___________________________

AS SETE ....

Bom dia!
Sexta feira, fim de mês, fim de semana, dia nacional de sair antes das seis do trabalho...

Vi no blog do Lino, mas peguei o regulamento no blog da meiroca: http://www.meiroca.com/ , e estou passando adiante. Acho divertida essas brincadeiras que surgem na " blogosfera", e servem para unir e valorizar ...
Vamos lá:
Bom, não sei os criterios usados na escolha, pelo jeito, a gente escolhe e vota pelo coração, ou pela admiração, ou mesmo pela simpatia pessoal de cada dono do site escolhido...
Vou deixar aqui meu voto para sete blogs muito especiais, restando claro que não estou desmerecendo outros que frequento e amoooo!!!

1- http://www.perplexoinside.blogspot.com/
2- http://omeujeitodeser.blogspot.com/
3- http://prascabecas.blogspot.com/
4- http://broken-pottery.blogspot.com/
5- http://bloggente.blogspot.com/
6- http://linoresende.com.br/blog
7- http://mineirasuais.blogspot.com/

Portanto, está ai meu voto, conforme o regulamento, e quem quiser votar, passe adiante a brincadeira!

quinta-feira, junho 28, 2007

Relendo


Ontem, um comentario da Ana ( mineirasuai), me deixou atenta. Comparar com o proprio blog e buscar crescimento, melhores textos, ampliar seus leitores. É sem dúvida o que sempre quero. Melhorar.
A vezes, relendo post antigos me deparo com alguns que poderiam ter sido escritos hoje, e me bate uma melancolia. Penso que não mudei nada. Mas não é isso, tenho que acreditar.
A tristeza que sinto é a ressaca de momentos como os que passei no domingo, onde a dor, já se materializando, toma conta do meu corpo. Coisa facil de vencer, sou guerreira e gosto da vida.
O texto abaixo é o relato de uma noite muito estranha onde vários elementos naturais levaram meu pensamento para bem longe. Havia um cheiro estranho de vodka , vinho, haxixe, tudo molhado com o sereno do alto da serra lá de São Sebastião das Águas Claras, da casa do Regis, enfim, de Macacos....
Texto
estou no meio do nada, tudo escuro. acima de mim, um céu onde vejo muitas estrelas, mas não consigo achar as tres marias, escorpião, nem a via láctea. vejo o brilho, sei onde ele está, mas não estou conseguindo distinguir o contorno, a definição. Tinha muita gente lá. o curioso é que pela primeira vez fiz o que eu queria, e não o que deveria fazer. não fui social, não fui "conversada", não fui animada, sequer o centro da festa. é... não fiz o para casa. as pessoas, em volta, me olhavam de um jeito debochado. eu conheço bem esse olhar. sempre tinha ele pronto para os outros. me expor assim? de vez? ficar alheia, maluca e sentada no chão, no centro da mandala iluminada, duas horas da manhã, 10 graus de frio? conversando com alguem, e principalmente, alguem que eu não tinha outra intenção que o carinho e o olhar?...sem interesses ?...ele tomando vinho, e tentando entender minha angustia, sem rir dela? ah...o Tales estava lá. tantos anos sem ver aquele cara.... como ele é bonito. já tinha me esquecido. via figuras em volta. a música as vezes, me dava náuseas, e sempre me lembrava de alguma coisa que eu tenho que esquecer. fazer análise é preciso coragem, mergulhar em águas profundas. é tenso, é frio, é doido. meu vocabulário se torna escasso, diante das descobertas. será que realmente aconteceu ? onde ? quando? com quem ? ah...aquelas figuras , hoje são velhinhos, pais e mães precisando de conforto do meu apoio. mas, por que ve-los novos, por que voltar atrás e reviver coisas? freud, maluco maior da humanidade, não devia ter tido pais...rsssspueril essa minha leitura, mas, verdadeira. quando alguem diz que os fantasmas do passado nunca nos abandonam, deve estar falando disso. sabe aquela máxima de que ninguuém é de ninguem? mentira. a gente não consegue suportar a idéia de dividir amores. somos fracos e ciumentos. propriedade.posse. poder. ter. rima vulgar e fraquinha, mas .... duvido que alguem consiga dizer que não é verdade. Foi então que eu entendi finalmente, que não sou livre.mas... ainda sei que sou filha do vento.....sempre.

O Bruxinho...

Bom dia. Quinta feira santa para todos!!!!
O Harry Potter, eu aprendi a gostar dele com meninas, mas acho que gostaria do mesmo modo)...
Joana e Mali, são apaixonadas desde o primeiro livro!
Bruxas e fadas aqui em casa é uma questão cotidiana!
A gente acredita mesmo, e todos os parentes são bem recebidos...

quarta-feira, junho 27, 2007

E-mail da França!


Nathalie, em pleno verão na petite ville que s'appelle Contres, me mandou mensagem sobre a estreia do bruxinho, paixão minha, da Mali, Jojo, e de milhões mundão afora!!!!
"Le 11 juillet sortira sur les écrans du monde entier le cinquième volet des aventures de l'apprenti-sorcier Harry Potter. Petit rappel en images de ce qu'a déjà traversé notre héros... © 2007 Warner Bros. Ent. / Droits de Publication Harry Potter © J.K.R."

Na minha blogosfera... só tem fera!!!!!

Tenho tido a oportunidade = tempo, entre uma petição e outra de visitar vários blogs ao longo desses últimos dias... Escrevo sem qualquer pretenção, apenas pela liberdade de expressão, e para dar vasão a minha opinião. Devo deixar bem claro, que não se trata de uma pesquisa, e sim opinião lastreada na minha observação, e ainda, feita através de leitura de alguns post, nunca li mais que dois ou três em cada blog que passei, não tenho intenção de defender ou atacar, apenas comentar...
Leio há muito, apenas aqueles que frequento, e o faço pelo prazer e porque me atraem seja pelo teor, seja pela seimpatia do dono do blog, seja pela clareza com que expõe seus temas....
Talvez eu esteja sendo afoita ao colocar esse post hoje, mas acho que a questão é interessante:
- verifiquei que os assuntos se assemelham , e são enfocados , claro, sempre do ponto de vista do autor do post;
- existe uma grande preocupação com o plágio, mas também observei que existem mecanismos de controle dentro da propria internet;
- existem blogs interessantíssimos, escritos em linguagem acessível, assim como existem aqueles blogs que são dirigidos a uma casta, e que apesar de manterem a contagem bem a vista, para que todos saibam como são visitados, somente aparecem comentários dos mesmo, pois desconhecidos não são respondidos... ou seja, são blogs apenas para uma elite, que disputa espaço dentro da "blogosfera" para seus egos.
- em contra-partida, blogs geniais, escritos por pessoas inteligentes que dividem com o mundo suas opiniões, com respeito e carinho, SÃO OS QUE LEIO.....RSSSS
- acho que fui feliz nos links que escolhi para colocar aqui ao lado, e digo que ainda vou colocar mais uns dez, que , como vcs sabem , ainda não estão lá por incapacidade total dessa blogueira amadora , mas teimosa, que insiste em escrever mesmo sem conseguir sequer linkar uma palavra!...
- a titulo de sugestão, leiam o post de ontem do blog Mineirasuai, está delicioso, assim como o do Lino Resende, o do Cláudio Costa - prás cabeças, os contos do Perplexoinside, a abordagem interessante do blog Biscoito Fino e a Massa sobre o caso dos panfletos sobre drogas, e muitos outros, que estão aqui ao lado...
- chamo meus prediletos, sem medo de ser pretenciosa, de os melhores, os mais interessantes, enfim, os campeões...rsss
Tem ainda o blog do Marmota, jornalista espirituoso, que escreve em uma linguagem direta e divertida sobre assuntos diversos, sempre deixando no ar um post que dá vontade de ler e reler...
URGENTE
E ainda, pude ler no dia de hoje importante relato no blog "universo anárquico",/ http://attu.typepad.com , da Tina Oiticica, sobre as maracutaias da logomarca-símbolo dos jogos do PAN 2007.

Finalizando, um meme que encontrei em uns 10 blogs, e lá vou repassando:
- existe competição na blogosfera???
Respondam se quiserem, aqui nesse blog, a liberdade é total.....

segunda-feira, junho 25, 2007

Com quantos paus se faz uma canoinha!!!!

Outro dia, estavámos num "péga pra capar danado", Maria Júlia e eu, quando me vi ameaçando a pobre criança de ficar uma semana sem computador, e ainda por cima, repetindo o que minha mãe falava:
-Ah..menina, voce me paga! vai ver com quantos paus se faz uma canoinha..."
Ela morreu de rir, e eu também, e claro ficamos n'uma boa...
Foi então que resolvi escrever essa "estorinha..."

Na minha infância pairava no ar uma ameaça muito curiosa.
Minha mãe, quando aprontávamos alguma, o que acontecia sempre, nos colocava de castigo.
Mas antes ela dizia a frase:
- voce vai ver, menina, vai ver com quantos paus se faz uma canoinha....
E eu ficava lá a pensar, tentando construir na minha imaginação infantil, uma canoinha e contando os pauzinhos, e só conseguia imaginar pauzinho de picolé, e então, me perdia na conta ( coisa que nunca fiz muito bem - matemática - era minha nota zero ...)
Ate hoje tento saber o que minha mãe queria dizer, quando nos ameaçava com a frase:com quantos paus se faz uma canoinha....
E se eu soubesse ?

Outra ameaça maternal da qual não me esqueço são os beliscões!
Andei reparando, há anos não vejo mãe beliscar filho!
Na minha época, isso era normal...Beliscão era o pavor da garotada.
A gente não podia repetir o bolo em aniversários, pegar os doces antes do parabéns, nada...
Ai de quem fizesse alguma coisa na casa da visita que "fosse mal criação...", ah....:
- olha o beliscão! se voce não me obedecer...
A Fátima minha irmã era muito levada.
Ela e o Juninho, meu irmão mais velho, eram os campeões dos beliscões! Eles sofriam...
Era a única hora que não tinha preferências ...
Era quando eu mais gostava da minha mãe....rsss
Nessas horas ela não titubeava...beliscava mesmo!
Naqueles tempos, me lembro bem, mamãe nos arrumava com vestidos engomados e rodados, meus irmãos com sapatos pretos e meias brancas, e sempre havia uma casa de madrinha para ser visitada, onde serviam bolos que não podíamos repetir... bolo com guaraná, ou com groselha gelada, pastelzinho com mate - couro...., e dá-lhe beliscão se caísse uma gota no vestido!


Ah, tinha também os famosos ' cocão'..
Papai, com os nós dos dedos, dava um toquinho na nossa cabeça, de leve e mais forte se estivesse muito bravo...
Bastava falar um palavrão, que lá vinha o cocão!
E era cada cocão......
E não eram esses palavrões de hoje não... eram outros :
- capeta...safado... melequento...
O pior palavrão de todos, aquele que nos fazia levar mais de um cocão, era chamar o outro de cagão!!!!!!


Alias, hoje não vejo ninguém se lembrando de que tem madrinha, coisa mais antiga deve ser, por que não consigo imaginar Maria Júlia pedindo abenção para Dedeia, irmã do Alexandre, ou chamando ela de didinha, como eu sempre chamei minha tia Gilda, minha única madrinha!

Acho que vou, puxar as orelhas da Mali de vez em quando, mandar ela tomar abenção e ver se menina aprende com quantos paus se faz uma canoinha e quero ver se ela vai continuar batendo o pé para sair do ballet e fazer escalação!!!

É uma atividade na qual as crianças ficam subindo pelas paredes...vai que ela gosta? e vai que ela resolve escalar montanha de verdade???

DO jeito que lá em casa todo mundo é maluco, já tô vendo a Mali no alto do Kilimanjaro...

segunda sem lei

DIZEM QUE A HISTÓRIA É CONTADA SOB O PONTO DE VISTA DOS VITORIOSOS. MAS, EM SE TRATANDO DO MEU TIME, SEMPRE FOI DIFERENTE. TEMOS PEQUENAS DERROTAS E GRANDES VITÓRIAS, E A NOSSA HISTÓRIA É ESCRITA TODOS OS DIAS..... TA CERTO QUE JOGADOR QUE PERDE PENAULTY EM CLÁSSICO DEVE SER CRUCIFICADO DE CABEÇA PARA BAIXO, MAS.... JOGO É JOGO, E FUTEBOL É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS... PORTANTO, A VIDA SEGUE COM OS AVIÕES SUBINDO NORMALMENTE POR QUE O LULA FINALMENTE DECIDIU DAR UM PONTO FINAL NA BRINCADEIRA DOS SARGENTOS, (OPS...), O RENAM CONTINUA NA DELE, E DUNGA CONTINUA NEGANDO QUE A SELEÇÃO TEM PROBLEMAS, E ONTEM FIQUEI SABENDO QUE A CORRUPÇÃO NO ESTADO DO ALASKA É A MAIOR DO MUNDO... SINCERAMENTE? ENFIM, BOA SEGUNDA FEIRA, SEM DORES, COM MUITOS AMORES, E QUE O (MARCINHO) o JOGADOR QUE PERDEU O PENAULTY ONTEM NO MINEIRÃO ESTEJA PASSANDO BEM, AONDE ELE ESTIVER, POR QUE ACREDITO QUE MAIS DE 40 MIL TORCEDORES DEVEM TER MANDADO ELE PARA BEM LONGE....

domingo, junho 24, 2007

português

caraca!
que língua - pátria dificil essa...
mal humorado é com "L"
mau humor é com "U"
que saco, que vontade de mandar o meu português tomar no c.....
mas, a diferença está no sentido....

........."Trazer o mau humor para a psiquiatria não é nenhum absurdo, pois, como se vê em critérios de diagnóstico, o mau-humorado destaca-se da maioria (critério estatístico) e produz sofrimento, nele e/ou nos demais (critério valorativo), portanto, perfeitamente possível de uma classificação psiquiátrica. O caminho é considerar mau humor como um dos sintomas do mal humor, sendo mal com U uma qualidade contrária ao bem humorado e mal com L uma característica de doença, contrária ao humor sadio........"
( mini-dicionário da Língua Portuguesa Silveira Bueno - é o unico que tem aqui em casa!!!)

Domingo, dor, futebol e mal humor

Nos dias em que acordo sem dormir um minuto por conta das malditas dores, eu fim muito puta. Sem chances de bom humor, já tomei uns 5 remédios e só de pensar em parar na clínica da dôr em pleno domingo dia de atletico e cruzeiro, eu morro!
Belo Horizonte é igual cidade do interior.
Um joguinho, e tudo para na cidade!
Além do mais , aqui é assim :
- todo mundo sabe de todo mundo, as pessoas se conhecem ou conhecem alguem que conhece o outro, e definitivamente quem não é galo é cruzeiro, é briga feia, a cidade fica dividida e tudo gira em função do jogo, que só vai acontecer depois das quatro da tarde.
Médico domingo?
Fala sério, se vc achar um, me avise.
Fui casada com médico anos e sem como é o procedimento nos fins de semana ...rsss
Eu tava bacana esses dias, tava feliz, conseguindo fazer tudo que programava.
Tô escrevendo com dois dedos, tamanha a dor, mas sou masoquista, gosto de sentir...
Preciso escrever e desabafar a raiva que me domina nessas situações.
Não suporto essa montanha russa, desce e sobe em meu estado fisico.
Parece que sou doida, ontem, dia delicioso, encontrei muitos amigos, vodka com morango e muiiiita açucar, uma tarde deliciosa no Loyola, festa junina.
Mali saiu daquela fase em que dançar quadrilha é coisa de criança, entrou na adolescência sadia e descobriu que festa junina é um dos melhores lugares para paquerar a moçada do ensino médio....
Finalmente ( nós, as mães), vimos o "famoso" professor de história, o Carlos... è, realmente o moço faz por onde as meninas suspirarem por ele! é um gato...
Nunca elas estudaram tanto história...10 em 10.... è isso aí..
Campanha para professores bonitos ...
Assim as meninas só tiram dez...rsss
Eu não me apaixonei na época de adolescente por qualquer professor...
Acho uma pena, é uma lembrança freudiana boa de se ter...
Só fui ter professores "suspiravéis' na faculdade, e ai, já era outro papo....( papo secreto no estacionamento da PUC...rsss)...

Hoje, dia lindão, eu aqui com a maior dor, toda zonza de remédios, vomitando, enfim, o de sempre...
SACOOOOOOOOOOOOOOOOO
Então, quem me viu ontem e me vê hoje fica sem entender nada...
fods... não, não fods... meleca!
Vou me esforçar e não ligar pro Greco, não vou descabelar ...

Bem, claro que meu time ganha hoje, 3 a zero, GALO na cabeça, mas devagar, tenho aquela supertição de quem entra como favorito perde clássico, medo que dá frio na barriga, estou sem saber se assisto o jogo sozinha ou com o povo, se me entupo mais ainda de analgésico e vou ao campo, essas coisas ridículas que torcedores sentem, mas que são A VIDA!

Estou quase fechando com um cara amigo da Fernanda aqui do prédio que vai me ensinat tudo sobre blogagem, tipo linkar nomes, colocar a palavra no texto e as pessoas clicarem e "cair" direto no texto ou blog do outro ao qual estou me referindo, enfim, colocar musica...essas coisinhas básicas que a Joana fazia de lá pra mim...
Realmente, eu sou muito folgada... rsssssss

PS: Tá acontecendo um papo muito legal sobre um conto no blog do Valter.
Confiram .... ( http://perplexoinside.blogspot.com/)

Imagens







Mali ontem....

















Mali hoje...




Joana em Cape Cod

sábado, junho 23, 2007

Joana e suas andanças...


Ontem, Jôjô e eu ficamos horas falando ( bendita e santa internet...), matando saudades, rindo de bobagens...
Ela e mike estão passando o verão na casa de praia dos pais dele, em uma cidade a beira -mar no nordeste do EUA que se chama Cape Cod.
Joana me contou que a cidade fica perto de Boston e o local era uma antiga aldeia de pescadores portugueses, e cheio de tradições "meio que brasileiras, mas portuguesas"...rsss
Então, hoje vai ter um festival, uma benção as fragatas... com procissão e tudo mais.

Ela estava empolgada, e feliz!!!!
Me contou também, que bem ao lado de Cape Cod fica uma cadezinha linda, onde só moram praticamente gays...
Que é o lugar onde estão os melhores restaurantes da região, que a cidade é a coisa mais linda do mundo, com galerias de arte e que a programação cultural é a melhor da temporada e que eu vou gostar muito de ir lá.
Que todos os lugares são bem decorados, as ruas limpíssimas, enfim, era uma "coisa de perfeita a cidade, e que o curioso é que ela não via crianças na cidade e que lá também ela não encontrou uma escola.
Lado outro, como ela esta sem tv a cabo, contei das frases dos ministros, desde o relaxe e goze até a explicação de que os aeroportos estão cheios por que a economia brasileira cresceu muito.... Contei da briga das torcidas por que o coreógrafo da festa de inauguração do PAN está dominando o maracanã e os jogos foram transferidos, do sucesso do galo, copa américa, savassi, comida de buteco...
è curioso por que apesar da gente se falar sempre, ontem conversamos fiado, sem compromisso....
Bom, o papo deu uma baita saudades nela de todos e de tudo daqui,
Esse post ai de belzonte é uma homenagem a saudades da minha fifica...

Ser Belzontino é...


Eu recebi esse texto em um e-mail coletivo, e não tem assinatura! Peço desculpas ao autor, não sei quem escreveu..
Portanto, pegue o crédito quem tiver direito.....

JÕJÔ...vai ai proc~e matar as saudades...

Ser Belo Horizontino
Ocê é sócio de pelo menos um clube?
Ocê não tem mar, por isso vai ao bar?
Ocê vai ao shopping pelo menos uma vez por semana?
Férias de janeiro significa ir para Cabo Frio ou Guarapari?
Ocê tem um churrasco pra ir todo fim de semana?
Ocê já foi soltar papagaio na Praça do Papa?
Ocê já andou de jumentinho ou pedalinho no Parque Municipal?
Ocê sabe o que é a TV Alterosa?
Ocê acha a maravilhosa vista da Serra do Curral a coisa mais normal do mundo?
Ocê já tomou banho de mangueira ?
Ocê já tentou dar a volta na Lagoa da Pampulha de bicicleta?
Ocê já andou de bicicleta ou patins no estacionamento do Mineirão?
Ocê já foi ao Mineirão pelo menos uma vez?
Ocê já fez ou já viu alguém fazer pão-de-queijo?
Todo domingo ocê almoça na casa da sua avó?
Ocê sabe que a Feira Hippie não tem nada a ver com Woodstock e que lá praticamente não tem hippies?
Ocê assistiu "Hilda Furacão" só pra ver os lugares que ocê já conhecia?
Ocê sabe da lenda do Capeta do Vilarinho e da Loura do Bonfim?
Ocê sabe que cruzeirense é na Catalão, e atleticano é na Antônio Carlos, mesmo sem ninguém ter te ensinado isso?
Ocê sabe que Redondo e Bolão não são dois caras gordos?
Ocê vai à Praça da Liberdade ver a iluminação de Natal ou ocê pelo menos tenta ver?
Quando alguém te chama pra ir ao BH ocê entende?
Ocê já comeu pipoca no mirante das Mangabeiras?
Ocê já fez caminhada ecológica para ver as cachoeiras da Serra do Cipó?
Na 4ª série ocê foi à Gruta da Lapinha ou à Gruta de Maquiné?
Raja Gabaglia, Raja Gabalha ou Raja Gabalia?
Ocê já foi ao Mercado Central comer fígado acebolado?
Ocê sabe que as Seis Pistas não tem e nunca terá Seis Pistas?
Seis entre cada dez amigos seus tem pelo menos uma banda de rock?
Ocê sabe o que é o Bar Nacional?
Ocê entende a música "Garota Nacional" do Skank?
Ocê sabe que o Sepultura nasceu no Santa Tereza?
Ocê sabe que cursinho é igual a Bar do João na Savassi?
Ocê sempre conhece alguém do Clube da Esquina, Skank,Pato Fu, Jota Quest, Tianastácia e do Calix?
Ocê sente vertigem em lugares planos?
Ocê ou seu pai já participou de pelo menos um campeonato de peteca?
Comemorar as vitórias da Seleção no alto da Afonso Pena ou Savassi é tradição.
Ocê sabe da rivalidade entre Pitágoras e Promove, Batista e Magnum, Cefet e Coltec, Loyola e dom Silvério?
Ocê sabe que o Santo Antônio é colégio de fazer louco?
Wilson Sideral já tocou no seu colégio?
Ocê já matô aula pra ficá jogando truco com os amigos?
Ocê sente saudades do Bar do Lulu?
Já comeu o spaguetti do Bolão ou do saudoso Scaramuch?
Ocê já saiu bêbado do Stadjever?
Já comeu acarajé da feira Hippie?
Quando alguma coisa é engraçada ocê "racha os bico"?
Quando alguém fez alguma coisa muito bem, esse alguém teve as "manha"?
"Uai" serve pra ponto final, ponto de interrogação, ponto de exclamação e vírgula!
Trem é palavra curinga.
Qualquer um é véio ou véi.
Quando ocê entende alguma coisa ocê "fraga".
Ocê fala ocê, procê, nocê, comcê?
Se ocê entendeu pelo menos metade...
Parabéns!!!
ORGULHE-SE : Ocê é Belorizontino!!!

sexta-feira, junho 22, 2007

ORIGAMI da LIS



Ô xente...
agora é a minha lindinha, a LIS que me pediu pra informar que ela está com um blog novo, onde faz e acontece origamis lindos!
Tô achando que vou querer ganhar porcentagem....
Mas, como aqui a gente divulga tudo que é belo e artistico,
pois vcs sabem que tenho amigas que possuem mãos mágicas, seguem algumas fotos e o site!
http://www.oridesign.blogspot.com/
ou pelo e-mail : liscp@hotmail.com
Aproveitem.....

Gente, não sei porque não esta dando certo o site...
já tentei tudo..
então, coloquei mais uma foto!!!


Extra!Extra!

Gente, uma notícia de última hora...
Aliás, de primeira hora!
Blog novo no pedaço de gente que faz música ...
e música das boas...
lançado hoje na blogosfera!
http://marciodiniz.musicblog.com.br

Aproveitem!!!!

Mineirando

Sexta -feira , 22 de junho....
Friozinho gostoso, vontade de tomar café na cama e ficar o dia inteiro por conta do atôa...
depois tomar caldinho de batata baroa com milho verde, caldinho de mandioca, caldinho de feijão...
Os meses de junho e julho, diz minha mãe que são conhecidos como "meses de engordar"....
Eu sou a maior gulosa de comidas quentinhas.
E de comida mineira...
Tudo picadinho, tudo colorido, e ainda por cima, não conheço invenção mais saborosa que o famoso "mexidão"...
Tudo junto, misturado, e com linguicinha e ovo frito...
Sem contar que na hora da merenda tem bolo de fubá, pão de queijo, biscoitinhos e muito café ralinho e doce....

Eita trem bão.....

Em dia de apologia a mineirice, nada melhor que lembrar Carlos Drummond de Andrade...

Quadrilha
João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento, Raimundo morreu de desastre, Maria ficou pra tia, Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história.

Bom dia , bom fim de semana, que hoje é sexta -feira!
Dia de feijoada aqui nas Gerais.....

quinta-feira, junho 21, 2007

Rapidinha....

Definitivamente eu não sou "cool"...
Não sou moderna...
Ontem, me emocionei ao ver a torcida do grêmio antes do jogo / o Boca arrebentou / ( os inimigos jogaram bem pra caramba),...
Meu amigo, que assistia o jogo comigo falou em tom de brincadeira, uma grande verdade:
- Idy, ta todo mundo lá no salão do Livro, Adélia Prado a mil, e vc aqui, sofrendo pelo grêmio...
voce "não usa mais..., vc é completamente demodée"...
ele tem razão...
Sou da turma antiga, parei nos anos sessnta...
eterna existencialista...
sem rótulos, mas com umas manias....



Todo mundo sabe que eu me "pelo" de medo de cachorro...
Pois bem, fui eu pra padaria do bairro "pão e magia", rua paulo afonso, tal qual faço todos os fins de tarde!
Estou lá dentro, a 'catar' uns pãezinhos, vou até a barraquinha de produtos de festa junina, onde estavam distribuindo canjica... ora se eu ia perder uma boquinha 0800 ....
Mas, ao pegar meu copinho pretendendo já saborear minha guloseima, me viro e dou de CARA com um jovem garboso segurando um cachorrinho nos braços...
daqueles bem peludos...( o cachorro), por que o jovem, delicadíssimo, cheiroso, e com cara de antipático.
tem gente que tem cara de antipático.
pode até não ser, mas tem cara.
esse tinha cara e era...
- moço, por favor, dá uma licença pr'eu passar, tenho medo de cachorro,...
- como? ta falando comigo?
- sim, por favor, poderia arredar para o lado, quero sair, e tenho medo de cachorro, vou ter que passar ai bem do lado do fucinho dele!
- ah..não acredito...a Firula não morde, ela é uma gracinha..
Ao falar assim , o jovem juntou as palavras ao ato de estender a CACHORRA para cima de mim...
-OLHE, PASSE A MÃO, ELA NÃO MORDE...
GENTE... FOI UM PANDÊPÁ...
Eu, apavorei, por que tenho pânico, verdade verdadeira, de cachorro e gatos, empurrei o animal e o rapaz, que deu um rodopio, girando a mão com o cão pela barraquinha adentro, indo ao chão: moço, cachorro, pé-de-moleque, broinha, e o os copinhos de canjica!
Gritaria, o toninho do caixa vindo me socorrer, e já a padaria inteira em estado de alerta.
-Sua vagaba... , gritou o jovem se levantando entre os latidos e todo molhado de canjica quente...
Ao que respondi: seu viado, num falei que tinha m~edo...????
-será que não entende? tenho medo mesmo!
Ah, gente... pra que fui responder assim....
Num é que o jovem garboso, e aprumou na hora, e disse: - o que? repete !
- vou chamar o 190, por que a senhora esta me discriminando.......
-Sou viado com muito orgulho...
Foi cômica a cena, e tive que levar até o final!
- Moço, eu falei viado, assim, normal, viado igual podia ser outro nome...
- não, a senhora falou viado para ofender...
- ai, socorro moço, vou embora!
- juro que não falei para ofender, nem ligo ...
- eu só queria uma canjiquinha de graça, e olha a confusão...
Nisso a padaria já havia tomado partido, gente intrometendo, defendendo o livre acesso de cachorros a locais publicos / privados, dizendo que gente como eu, que não sabe conviver com animais devia ficar em casa, outros do meu lado dizendo que ele teria de deixar o cão no estacionamento de cachorros, e que afinal o cara era viado mesmo, que hoje palavrão é outra coisa, enfim, que tudo era uma questão de ordem pública!!!!!
Foi um caos!
Depois da interferência benéfica do gerente e das vendedoras, umas gracinhas, e alguns xingamentos a parte, ele concordou em aceitar minhas desculpas, e vice-versa, e nesse país do eu disse mas não disse, tudo acabou em canjica...
dose dupla pra nós dois...

quarta-feira, junho 20, 2007

Pitaco futebolístico.......



Bom dia!
gente, eu tenho a honra de trabalhar com um dos maiores atleticanos que conheço...
Dr.José Luiz Ribeiro de Melo, foi agraciado ontem a noite, juntamente com vários outros atleticanos, com o diploma de CONSELHEIRO BENEMÉRITO DO GLORIOSO CLUBE ATLÉTICO MINEIRO!!!!!!
Além disso, ele é membro da Comissão Estatutária de Legislação e Direito....
È ...Galo Forte nas paradas há 60 anosssss.....

.........................................................

GrêmiÔOOOOO!
Pra cima de los hermanos, chê!!!!!!
Estamos aqui torcendo juntos........

A casa dos alvarengas / lembranças

eu tinha sete anos quando minha mãe me esqueceu na biblioteca do grupo escolar de demonstração do instituto de educação.
....................................................
naquele tempo, minha mãe nos buscava na escola, e depois pegávamos o bonde para a nossa casa. duas vezes por semanas eu fazia aulas de balet. então era uma farra....
subíamos todos a pé pela rua pernambuco até a escola de dança clássica.
......................................................
me lembro que naquela tarde ela nos disse que passaríamos na biblioteca para fazer ficha, pois ela queria pegar uns livros da M. Delly para ler.
minha mãe sempre segurava com força a mão de minha irmã. ela tinha um mêedo enorme de que os ciganos a levassem e eu cresci ouvindo essa história...
o prédio côr de rosa do Instituto de Educação sempre me pareceu enorme, e naquela tarde não era menor. adentrando pelas escadarias da frente passamos pelo hall e a direita ficava a porta da biblioteca. não saberia dizer como é hoje.
nunca mais voltei lá.
eu, fascinada com o tesouro da juventude, enquanto minha mãe fazia a ficha, fui me envolvendo com os corredores e metendo no meio dos livros.
não sei desde quando aprendi a ler, mas quando entrei para o grupo eu já havia lido meu missal inteiro. o primeiro livro da minha vida foi meu missal. era um livrinho lindo, capa de madreperola e ouro nas bordas das folhas. com ele eu acompanhava a missa. nas páginas amareladas, desenhos dramáticos da paixão de Cristo e de anjos da guarda.
..............................................
só percebi que foi ficando escuro e tive que procurar a claridade das janelas para ler a história do felipe da macedônia. a sala enorme e cheia de estantes estava silenciosa.
olhei em volta, e não vi mais ninguem. não tive medo. não havia ciganos por lá.
.................................................
o barulho que escutei por longas horas, penso que eram ratos andando pelo teto e pelo chão. subi da cadeira para a mesa grande, e enrosquei minhas perninhas ...
dois exemplares do mundo da criança me serviram de travesseiro.
eu não fechei os olhos.
pensei ver todos os personagens, como na história do soldadinho de chumbo.
achei que eles sairiam dos livros e viriam conversar comigo.
o silêncio permanceu e eles não apareceram.
minha mãe havia resolvido levar muitos livros e ficou sem mãos para segurar a minha.
fiquei então assim, quietinha, até o grande barulho da porta se abrindo, as lanternas iluminando, meu pai chegando com meu avô para me buscar...
não gosto de bibliotecas.
nunca mais voltei naquela do instituto de educação.
acho que bibliotecas são lugares onde o escuro chega muito depressa.

marilia / livro I

blá-blaá-blá

eu queria conseguir escrever com calma as palavras certas.
eu queria não trocar os verbos e nem engolir as letras.
queria que meu texto fluísse, sem machucar os ouvidos, sem macular a gramática.
mas não tenho alma de poeta.
tenho o desespero, a ansiedade , a volúpia e a paixão
dos que estão com os dias contados.

terça-feira, junho 19, 2007

uma questão de nome?

eu sempre achei que o tal do cafeteira não ia mesmo punir o renam calheiros.
esses caras com nomes nordestinos são todos da mesma raça.
parece que são filhos dos mesmos donos da capitanias hereditárias.
ninguém pode chegar perto deles. o collor foi que deu azar...
também chamar collor...se chamasse policarpo, ou albuquerquer,...
hoje eu até acho ele um coitado, deve ter sido implicância da ex- mulher dele...
alias, ex- mulher, ex-amante, ex-cunhado, hoje é mais perigoso que bala perdida...
ah, justiça é que não foi a responsavel pela saída dele, muito menos "o grande movimento dos caras pintadas...
é brincadeira...vaisifu^...
nesse pais quem não é preto, pobre ou puta nunca que vai preso e fica.....
hoje em dia, até que eles estão prendendo mais, agora...
caiu aqui, fala a verdade....
ficar, mais ficar preso mesmo, só os de sempre....
a uma,
por que não tem lugar, quero dizer, lugar físico...presídio mesmo...
a duas,
por que todo mundo que tem advogado sai.
não há habeas corpus que resista a um bom causídico renitente, não há decoro parlamentar que resista a um parente, amigo ou vizinho com sobrenome nordestino...
ô xente, nem lampião ia dar conta de tanto "macaco" fora do galho solto nas bandas do cerrado... ridículo o texto, mas o objetivo é esse mesmo. nada mais ridiculo que as CPI's de faz de conta e o "vamos acabar com a corrupção do governo'...
arre, politica é um saco...
e agora, no meio desse balaio de gato, ainda tem copa america, pro meu desespero...
Tõ puta da vida com a seleção desde a copa,
é ...sou do tipo que guarda mágua, não perdoo...
sei que num vou resistir, e vou acabar tendo de assistir ...
ahhhh odeio amar futebol, assistir jogo do Brasil em bar cheio, cheiro de suor, fazer xixi em banheiro molhado...aiaiaia
mas, definitivamente, detesto gente que derrama cerveja 'ni mim' quando grita gooolll.....

segunda-feira, junho 18, 2007

bandeira / manuel / Nova Poética

Nova Poética
Vou lançar a teoria do poeta sórdido.
Poeta sórdido :
Aquele em cuja poesia há a marca suja da vida.
Vai um sujeito.
Sai um sujeito de casa com a roupa de brim branco muito bem en
[ domada, e na primeira esquina passa um
[ caminhão, salpica-lhe o paletó ou a calça
[ de uma nódoa de lama:
É a vida.
O poema deve ser como a nódoa no brim:
Fazer o leitor satisfeito de si dar o desespero.
Sei que a poesia é também orvalho.
Mas este fica para as menininhas, as estralas alfas, as virgens cem
[ por cento e as amadas que envelheceram
[ sem maldade.
Manuel Bandeira / poesia / belo belo
19.5. 1949
bom dia... segundona, dia nacional da preguiça de ontem... leitura sem terminar, o filme ainda na lembrança. atenção gente....acorda, ralação ... (1) - recebi carta da jojo , maior gracinha, com uns postais/ fotos... ela sempre descobre alguma foto dos Beatles que eu ainda não tenho... e dessa vez, mandou também um boton , genial, a cara do Bush com um sinal de proibido em vermelho.. ( será que os americanos acordaram???) carinho de filha é assim...sabe tudo que a mãe gosta e o que não gosta.. valeu fifica! te amo...
......................................................

gente, maior polêmica o post ai debaixo....
recebi e-mails, uns bacanas, outros sacanas...
postados apenas os que falam, contra ou a favor, mas em um português respeitável..
( digo: publicavel...)
babaquice e pornografia, não...

GALôoooo, EM 4º NO CAMPEONATO!!!
Boa semana .....

domingo, junho 17, 2007

sexualidade, mulheres, e masturbação


Depois que recebi um e-mail, há uma semana de uma leitora que se identificou como uma mulher de 50 anos, separada e ativa , e sem coragem de transar / me contou a história dela/ fiquei pensando se deveria falar sobre os assuntos solicitados ( vide post semana passada).
Então me lembrei desse meu texto, 'meio' erótico, meio confessional, escrito ano passado. Porém, cautelosa que ando....troquei umas ideias com uma amigona virtual, que me deu maior apoio, achando que era bom o texto, e que deveria sim, ser publicado! Vou publicar mesmo tendo pintado uma duvidazinha ao ler ontem a crônica no blog da Cora Ronai, onde me surprendi com a frase dela : "Serão as garotas mais exibicionistas e os rapazes por natureza voyeurs? "
TEXTO

Era uma sexta feira, mês de agosto.
Não estava em frio, apenas corria uma chuva fina, e ventava de leve.
Ela havia prolongado seu tempo dentro do escritório ao máximo.
Oito da noite. Não podia mais ficar.
Todos os prazos findos, nenhum processo na mesa.
Era seu fim de semana sem a filha.
Era o terceiro fim de semana que ficaria sózinha.
Havia terminado tudo com ele.
Verdade verdadeira: - ela estava sózinha.
Subindo a Avenida Bias Fortes, mesmo sob uma chuvinha fina, deu para perceber o letreiro luminoso, SEXUX...
Via sempre a loja, foi a primeira vez que parou e entrou.
Sentiu uma tensão, sua voz demorou a sair de dentro da garganta.
A vendedora entendeu. Estava acostumada com a reação de mulheres.
Rápida, ela me conduziu ao balcão dos vibradores.
Eram pênis de todos os tipos e tamanhos, falos pitorescos, bizarros.
Custava caro o qu’eu escolhi, mas pelo que a moça me explicou, era prazer total....
Virava, mexia, crescia, enfim, era um perfeito pênis de borracha, especial, textura única.
Era realmente o mais interessante.
..................................................................
De volta ao seu carro, ela riu baixinho, um pouco mais relaxada...
Uma de suas manias sempre foi comprar calcinhas.
Seu fetiche. Brancas. Comprava todas...
Ela gostava de transar nua, vestida com as calcinhas.
De algodão, de renda, transparentes.
Calcinhas brancas, vodka, gelo, e um pênis de todo tamanho!
Hoje, a noite seria dela...prazer total, a moça havia dito.
Prazer que havia comprado.
A casa silenciosa, estava com o cheiro de sempre.
Incenso de canela. Abriu as janelas, ligou o som.
Começou com a Billie ...sabia que ia terminar com Chet Baker...
Encaminhou-se para o quarto, pacote “com o vibrador modelo pênis autêntico” na mão.
Colocou - em cima da cama.
Não sabia por onde começar.
Resolver fazer gênero.
Tirou lentamente a roupa, foi deixando pelo quarto.
Abriu o chuveiro. Tomou uma ducha. Devagar.
Iniciou seu toque passando o sabonete pelo corpo.
A pele bronzeada, mesmo sendo o mês de agosto, era outra característica sua.
Gostava de ter marcas, achava seus seios mais bonitos, ressaltados pelo contorno do biquine. Levou a mão junto a seu sexo.
Bom....Fez outra vez, com mais fôrça.
Quis se ver. Saiu molhada da ducha, limpou o espelho embaçado pelo vapor.
Arrepiou, estava frio, chovia lá fora.
Sentada em cima da pia, afastava com as mãos os lábios do seu sexo.
Sentiu prazer em olhar no espelho enquanto se masturbava.
Adorava a idéia de que ainda não tinha cabelos brancos ali.
Gostava dos seus pelos.
Depilava muito pouco, somente em volta.
Seus pelos são macios, doces...
Riu lembrando-se que sempre lhe falavam isso.
Ficou lá, se olhando, se masturbando de leve, água escorrendo pelo corpo, sem sentir frio.
Seria tudo feito com muita calma.
Ela já estava excitada, quando foi passar o creme.
Escolheu um com cheiro de lavanda...
Ao passar pelo corpo, sentiu o bico dos seios endurecidos.
A vagina aos poucos iniciou um movimento de contração e descontração.
Ela fazia isso bem, seus homens assustavam quando tinham os membros comprimidos, apertavam seu corpo, de tanto tesão....
Saiu andando pela casa.
Nua, de calcinhas.
Calcinhas brancas, corpo preparado.
Era bom andar pela casa assim.
Desprotegida.
O pacote, lá, aberto.
O pênis, objeto do desejo?
Deveria ser ela... Contradição da solidão.
Pegou um copo, gelo, vodka pura.
I love my man, a Billie cantava....
Onde seria? Como?
Andando, ia de um cômodo para outro, copo em uma mão, as vezes o espremia contra os seios, enquanto a outra passeava pelo seu corpo.
Dentro e fora. Lambia seus dedos após colocá-los, enfiar mesmo, dentro de si.
Adorava o incômodo da calcinha, meio de lado, machucando.
Seu fetiche.
Parou na sala. A janela, com vista ampla estava com as cortinas abertas.
Já passava das dez da noite, quem quisesse ver teria que estar também atendo e sozinho.
Ela estava preparada. Abriu as pernas e sentou-se no braço de um dos sofás.
Era boa a sensação de se esfregar contra o pano.
Teria que fazer sózinha. Era o propósito.
Gostava mesmo era de sentir a mão entrando em sua calcinha, puxando para o lado.
Masturbar era um exercício, uma brincadeira que ela sempre fez para o amante.
Adorava se exibir para ele.
Se tocar, deixando-o ver tudo.
Abrindo as pernas aos poucos, enfiando os dedos, abrindo a vagina, entrando pela frente, e deixando-o segurá-la por trás.
Mas lá estava ela imaginando, lembrando momentos.
Toda molhada de desejo, lambeu mais uma vez os dedos...
Gosto bom, mistura de vodka, lavanda e tesão.
Levantou meio anestesiada.
Estava pronta. ( ela repetia para si mesma)
Pegou o objeto...Queria sentir.
Foi colocando dentro de si, abrindo seu corpo, enfiando em sua vagina, em seu sexo molhado, quente.
Machucou-se, DEU-LHE MAIS TESÃO, o objeto era grande!
Ela abria e fechava a boca, como se pudesse engolir...
O vibrador!?!
- Onde ligava para fazer girar, ela já estava maluca, aquilo dentro dela, sua mão entrando e saindo, os movimentos ...
Uma, duas, três vezes, com força, bem fundo!
O objeto crescia dentro dela, a sua mão nos seios, ela se contorcendo, queria puxar os cabelos, já rolava pelo tapete, havia descido do sofá, e estava ali, nua, de calcinhas, com um pênis de borracha dentro dela!
Mistura de sons, a billie, sua voz, seu grito..
Mais, mais, mais... Ah... . Gozou...Era sempre assim...
Gozava e ria, era bom, é bom.
De repente, silêncio. Fim da música.
A chuva fina na janela fez com que ela sentisse o frio em seu corpo.
Enrolou-se toda, mas antes, retirou de dentro dela o objeto.
Duro, grande e sem vida, sem semem....
Ela esta seca. Estranha sensação.
Em suas transas sempre acaba toda lambuzada, pela boca, pelo sexo, pela frente, por trás.
Ela adora quando é toda possuída, mão, pênis, boca, suor, saliva.
Mas desta vez ela ficou com frio.
Ficou sem sono. Ficou seca.
Teve que reconhecer que sentia falta do peito aconchegante, das mãos que puxavam seu queixo para cima, do beijo leve na boca, do depois, do suor misturado, do sono junto.
Ela até hoje fica na dúvida.
O prazer pelo prazer?
Bom, eterna romântica, ou insatisfeita solitária?
Como já sabido, colocou Chet Baker ...
my favorite songs...the great last concert...
by Marilia / agosto 2006

Domingo...Jules et jim / by greco


preguiça as vezes é meu pecado capital maior , depois da ira e da gula, e da luxuria...rsss
então, meu analista, que deve saber tudo, sabe que eu adoro o filme jules et jum, e me mandou um pequeno ensaio que ele escreveu.
achei bacana e vou postar, na tentativa prentenciosa de aumentar o conhecimento geral desse mundo!


Entre o homem e a mulher está o amor; entre o homem e o amor (...) está o mundo; entre o homem e o mundo há um muro” Lacan, Função e campo da palavra


Se o parceiro amoroso não se confunde com o Outro Sexual, que completaria o sujeito, fazendo existir a relação sexual, a manobra do amor diante dessa contingência seria fazer de um determinado objeto fortuito, algo necessário.
De uma miragem, uma relação. De um encontro contingente, uma condição perene[1].
Resta então, diante do impossível, a invenção. Inventar o nome do amor[2].
O amor é inconcebível sem a palavra, justamente porque amar é dar o que não se tem, e só pode dar o que não se tem, falando, que é nossa forma de dar nossa falta a ser.
Escrever cartas de amor é, certamente, uma forma de fazer crer que ele pode ser definido e nomeado. É que as cartas, “que são sempre de amor, tecem, inventam palavras e dessa forma traduzem, criam, um amor de metáforas”[3].
[1] O amor romântico é uma dessas invenções, e está profundamente enraizado em nossa cultura, talvez porque encarne as expectativas de suplência à relação sexual que não existe.
Mas o amor nem sempre foi concebido assim. Antes de se tornar “romântico”, o amor foi concebido pelos gregos como um Bem que estava aquém e além do sujeito – ver, por exemplo, o Banquete e o Fedro, de Platão –, e também pelos cristãos, que pensavam no amor como algo que vinha de Deus e devia voltar para Deus.
A emoção amorosa característica do romantismo foi lentamente fabricada por experiências culturais heterogêneas, das quais as mais importantes foram:
- as práticas de vida monástica e a linguagem da mística cristã;
-as práticas de vida das Sociedades Cavaleirescas e a linguagem do Amor Cortês;
-a filosofia materialista, que sustentava as teorias políticas dos séculos XVII e XVIII;
-as práticas de contenção e interiorização sentimental das Sociedades de Corte do Antigo Regime e, por fim, as teses do Romantismo filosófico, literário e artístico do século XX (COSTA, J.F.
Sem fraude nem favor - sem referências).[2] DRUMMOND, C. Op.cit. À moda de Leclaire[4], com sua teoria do “representante narcísico primário”, que seria a “criança maravilhosa” - imagem que deve morrer para que o sujeito tenha de fato uma vida:
- “mata-se uma criança” -, diríamos que o destino do “amor maravilhoso” também é a morte.
Esse mito seria uma expressão totalizante daquilo que falta ao Outro.
Dois = Um é a soma impossível dos parceiros amorosos, como demonstra o filme Jules e Jim, que nos deixa, no final, com a imagem da cremação, e das duas urnas funerárias emparelhadas.
É a Nouvelle Vague subvertendo o Happy End... [
1] Ver, a respeito: VIEIRA, M. A. A ética da paixão: uma teoria psicanalítica do afeto. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001. [2] O amor romântico é uma dessas invenções, e está profundamente enraizado em nossa cultura, talvez porque encarne as expectativas de suplência à relação sexual que não existe. Mas o amor nem sempre foi concebido assim. Antes de se tornar “romântico”, o amor foi concebido pelos gregos como um Bem que estava aquém e além do sujeito – ver, por exemplo, o Banquete e o Fedro, de Platão –, e também pelos cristãos, que pensavam no amor como algo que vinha de Deus e devia voltar para Deus. A emoção amorosa característica do romantismo foi lentamente fabricada por experiências culturais heterogêneas, das quais as mais importantes foram: as práticas de vida monástica e a linguagem da mística cristã; as práticas de vida das Sociedades Cavaleirescas e a linguagem do Amor Cortês; a filosofia materialista, que sustentava as teorias políticas dos séculos XVII e XVIII; as práticas de contenção e interiorização sentimental das Sociedades de Corte do Antigo Regime e, por fim, as teses do Romantismo filosófico, literário e artístico do século XX (COSTA, J.F. Sem fraude nem favor - sem referências). [3] DRUMMOND, C. Op.cit. [4] Leclaire, Serge - "Mata-se uma criança" - Um estudo sobre o narcisismo primário e a pulsão de morte - Zahar Editores - Rio – 1977.

sábado, junho 16, 2007

Joyce, James

Àqueles que ja leram, aos que ainda não, aos que nunca ouviram falar, ou falam sem saber, hoje é dia de comentar e comemorar, James Joyce e seu Ulisses...
Passem pelo Biscoito fino e a massa e a partir de lá, sigam todas as indicações...
vale a pena...

A fôrça do sêlo, ou ode a um ser vivo que andava meio morto.....

Foi uma semana de muitas descobertas.
Fiquei feliz, e senti o peso da responsabilidade, ( coisa meio saint -exupery, tipo voc~e se torna responsavel por aqueles que cativa...)
caraca...escrever sempre é uma responsabilidade, envolve a gente e os outros....
há que se pensar no que vai colocar, no que vai postar....
Acho que nunca me apresentei , assim, por inteiro, tipo depoimento pessoal quem eu sou...
Desde o inicio desse meu cantinho, deixei claro a minha falta de compromisso com qualquer tema, forma ou mesmo estilo.
Aqui, acontece de tudo...desde barraco da familia Alvarenga, ao vivo e a cores para o mundo, como desabafos pessoais, crônicas cotidianas medianas, fotografia de filha, de amiga de filha, torcida de futebol, festa de aniversário, enfim é uma miscelânea...
Sou inteligente (?), interessante, divertida, tenho um puta senso de humor, sou alegre, chata, chorona, mimada, brava, acredito na fé, rezo pra muitos santos, e guardo no lado esquerdo do peito Nossa Senhora das Mercês para as horas de desespero....
Para quem se diz :
- culta - diploma da federal e da puc - , bem formada e mal informada, trabalho pra caramba, sou boa no que faço, aliás, sou muito boa..., sou teúda e manteúda por mim mesma...
Sou atleticana daquelas que vão ao campo e vestem a camisa, adoro uma conversa em buteco, sou carnavalesca por tradição, - carnaval é data profanamente sagrada - Mangueirense com fortes doses de paixão pelo Salgueiro, gosto do Fluminense no Rio, do Grêmio no Sul, do Santos em SP, do Bahia em Salvador....

Gosto de uma boa polêmica, solto uns puta que pariu por dia, falo muito, estudo muito, tudo meu é muito...
Amigos.... amo todos, cada um em seu tempo e lugar.
Amor, paixão emoção, confusão e turbilhão, = marilia.
Dois casamentos, muitos namorados ( é...sou namoradeira),
tenho duas filhas, as mais lindas e geniais, e que fizeram de mim a mãe mais coruja e babona que conheço!
fico de quatro por elas.....
Sou aquela mãe para quem as amigas das filhas contam os segredos, e querem dormir todos os fins de semana aqui em casa...
Tomadora de vodka em fim-de-semana e feriados contra todas as ordens médicas, uso remédio tarja preta / tarjão meismo / rivotril toda noite...
Sou uma hippie romântica, eternamente apaixonada, melô - dramática.
No balanço mitológico estou mais para Hipólita que para Antígona....
A música entra na minha vida vida assim como os livros: - sempre.
Atenção especial para os Beatles, Billie Holiday, Carly Simon, Françoise Hardy, Chet Backer, Chico Buaraque, João Gilberto, enfim Bossa nova, jazz, blues, alguns roquinhos e muito samba - enr~edo...
pouca droga, mais sexo que rock-in-roll....
Meus vícios? sem limites....

A França e meus amigos franceses são o outro lado bom que tenho que ressaltar...
Nathalie, Izabelle, Michelle, Dominique, Philippe, Bruno, Jean_Luc
Caso a parte : - A praia, o sol, Ipanema, o Leblon, Araruama, Búzios, Saquarema, São -João-Del-Rey, Tiradentes, e ser Alvarenga de carteirinha, me dão muito prazer
( olhe, garanto que ser desse clã não é nada fácil)...

Viajar, matar as saudades da Joana ( ela mora nos EEUU), é atualmente mais um dos meus maiores problemas materno- normais - burgueses...
Tenho que trabalhar pra caramba para fazer essas coisas, ando meio dura....
TUDO por que a vida cismou de brincar comigo !
Tenho alguns problemas de saúde que me deixam em estado de letargia total, ou euforia única.
Sinto dores, muitas dores, e isso é um saco!!!!
Ah...saúde? rssss
Física e mental, sempre em movimento.., eu vivo em um hospital...
Cara, nasci gauche para essas coisas!

Definitivamente, o equilíbrio e o meio termo é a grande busca que faço no consultorio do Greco, dependendo da barra ( $) , até duas vezes por semanas...è punk!

POIS BEM.........
Mas, quando decidi pelo blog, não podia imaginar o prazer que teria, sequer em que universo estava penetrando.
Blogar é um movimento delicioso, mas exige tempo, por que vc quer ler tudo, ir nos amigos, nos novos amigos, ler as crônicas, os debates, os livros indicados, enfim...
Mas, gente, como dizem as Alvarengas, é VIDA!
Os meus conhecimentos de computação são limitados, e pela primeira vez fiquei com vontade de chamar um professor, é, alguem para me ensinar a utilizar os recursos, no mínimo os básicos para ter uma convivência mais harmoniosa com o mundo virtual....
Ainda chego lá!

sexta-feira, junho 15, 2007

Aninha....singela homenagem


Como voc~es sabem, tenho muitas amigas artistas.
Todas possuem mãos mágicas.
A Aninha é mais uma dela...
Aninha Pontes, minha doce amiga que tem um dos blogs mais gostosos, a Aninha do meu jeito de ser...
Ela faz trabalhos lindos com suas mãos, sem contar o trabalho de carinho que ela faz com o coração.
São peças mágicas, e quem vestir verá...
Nas fotos, modelos de blusas que Aninha tece, e podem crer, elas tem um ingrediente único, é o "plus" que faz a diferença ...é AMOR
Quem quiser encomendar, é só clicar no link e fazer o teste...



http://omeujeitodeser.blogspot.com/

retalhos


Acho que todo mundo está sabendo do polonês que acordou depois de ter ficado em coma por 20 anos, e se deparou com uma Varsóvia iluminada por neons, movida a juventude ( é a cidade com o mior percentual de jovens na Europa), iPod's, celulares.. O cara achou que estava no céu...
Eu pergunto, onde voces gostariam de acordar daqui a vinte anos, se fosse o caso???
Eu, não queria dormir nunca, fecho os olhos apenas o necessário...morro de m~edo deles não se abrirem mais...( é sério), sou maluca mesmo!!Mas, se fosse o caso, queria acordar em Tiradentes, bem tranquila, ouvindo o sino tocar, sentindo cheirinho de café e pão de queijo....
Mentiraaaa....
Quero acordar no meio da ponte do Broocklyn...
Mas me pergunto como será...
Como no filme ela estará submersa, congelada, apenas com a estrêla da varinha de condão da fada brilhando?
Não, realmente eu tenho medo de dormir, não acordar, e se acordar não ver mais meus neons, somente a luz do fogo das bombas ou do fogo do sol que cada dia chega mais perto da gente....
hoje estou super latina, terrivelmente mexicana, novela de SBT, mãe judia despedindo de filho, teatral "meismo".....
.............................................................
Na Casa dos Alvarengas muita gente bacana fazendo aniversário.
Meu recadinho vai pra:
Denise, super Dê:
- que voc~e continue bem bravinha e descolada, apaixonada e feliz com seu GATO por muitos anos!
Meinha, nossa consultora oficial de moda, cada dia mais lindinha e chic...:
- que também viva muitos anos feliz com seu DANIEL, fazedor de almoços ( não é cozinheiro não... é fazedor de almoços mesmo...) e que continue a passar todas as maramacs usadas para nós!
E a cabeça pensante, a dramática, a sensacional, "A artista oficial da família", super Moniquinha, entrando levemente na casa dos "enta"....:
- que voc~e continue linda e talentosa, com seu eterno ZÈ....e continue sempre 0presente para gravar as nossas histórias...
Eu amo voc~es PRIPAS!!!!! .............................................................

quinta-feira, junho 14, 2007

E a ministra mandou relaxar e gosar.....

Gente, mesmo atolada de trabalho ( hoje o bicho tá tá pegando), vou parar um minuto para registrar meu protesto em relação a fala da Marta Suplicy!
Indecorosa, no mínimo.
Eu me senti agredida e acho que muitos brasileiros que passam diariamente pelas agruras das filas nos aeroportos também.
Senhora ministra, sexóloga, socióloga, quer fazer o favor de não confundir??
Turismo é um prazer quando se consegue chegar ao lugar planejado, na hora certa e realizando a conexão no tempo devido!
Definitivamente, estou pppppp da vida!

Tô triste por que o Grêmio perdeu, por que a ministra nos f..com seu descaso, e por que as pessoas já se acostumaram a ficar em silêncio!
TO GRITANDO....

quarta-feira, junho 13, 2007

Com ajuda da Jôjô, o selo já colou

olha aí...o selo que estou ostentando, já defidamente linkado pela super filhota, diretamente "made in usa"( depois de um ataque de nervos pela 'alegada incapacidade bloguistica da mãe, ...- como vc pode ter um blog e não saber mexer nele??? como eu tenho que parar meu trabalho pra linkar coisas NO SEU BLOG??? MÃÊ...VC É SUL- REAL... E MUITO FOLGADA!!!") .
Bem, entre mortos e feridos, salvaram-se todos... ela além do selo, colocou o link de outros queridinhos meus...tudo bem filha...voce está coberta de razão!
Vou aprender a mexer nesse trem...prometo.

Mas, voltando ao selo....para quem ainda não sabe, ele é concedido por um blog portugues - blogcomtomates. A idéia é premiar aqueles blogs que defendem os direitos humanos, a liberdade de expressão, e ética, essas coisinhas básicas tão esquecidas as vezes principalmente pelos nossos políticos ....
tô qui tô...

?????

Ontem foi dia dos namorados.
A cidade estava com um trânsito infernal, afinal, todos tinham que cumprir o esquema amoroso determinado pela mídia!!!
Senti na pele as brincadeiras dos “meninos do escritório...”:
- e ai , dotorinha?? Vai sair hoje?
- ganhou flores???
- ah...só isso?
- vai dar o quê de presente pro gatão???
Pobre daquelas( es) que ontem não tiveram companhia para sair, ou para quem telefonar...
O povo tudo vê...em tudo intromete...
Ora, ora, meu “ficante ocasional” é um velho amigo, companheiro pra um cineminha, um papo e umas vodikinhas aos sábados, mas , efetivamente não somos namorados...
Nos damos muito bem, rimos muito, jogamos muita conversa fora, outras guardamos e discutimos.
Vivo hoje ( acho que sempre vivi) uma maturidade emocional e sexual, tenho liberdade de simplesmente fazer o que eu mais gosto, com quem, como e quando quero.
Faço. É conveniente, e principalmente, é agradável.
Não existe necessidade de qualquer atividade pessoal, amorosa, afetiva que não tenha como objetivo a minha satisfação e o meu prazer.
Questão de escolha, feita há muitos anos atrás.
Aviso aos interessando a escolhas parecidas : - paga-se um preço alto...rssss
Mas o meu post de hoje é também, em função de um e-mail que recebi.
Pois bem, recebi de uma jovem senhora... que me informou ter 55 anos. Diz ser leitora do meu blog, que gosta de vários textos que escrevo, e outros ela acha muito familiar.
Mas, perguntou por que eu não abordava assuntos sobre a sexualidade feminina uma vez que eu escrevo com tanta facilidade sobre sexo!
Fiquei um pouco surpresa, pois vez por outra coloco no blog textinhos meio eróticos (meio?), Mas não sou expert na área... e não falo muito sobre sexo....( Ps.: eu faço, até hoje.....)
Abordagem de forma didática?
- Não, não tenho formação para tanto, sequer conhecimento.
Abordagem pessoal? Emocional?
Na realidade, ela me pediu para falar sobre mulheres "mais velhas", separadas, sexo, solidão, masturbação, uso de vibradores, etc, etc...
Caraca...
Assuntos delicados, complicados até pra mim, tão alegadamente descolada!!!
Principalmente porque não sou uma mulher mais velha....
Amiga leitora, de nome Carolina, da cidade de Petrópolis:
- Prometo que vou pensar, vou ler sobre esses assuntos, e me comprometo escrever um post sobre um desses temas.
Mas está aberto aqui o debate.
Quem quiser, me envie textos e fale sobre o assunto.
Espaço aberto! Vamos lá turma, me ajudem...

terça-feira, junho 12, 2007

Prêmio!


Atenção!!

Gente, nada melhor que amigos...
Acabei de ser "agraciada" pelo Valter, do blog http://perplexoinside.blogspot.com, com a indicação para receber o selo do blogcom tomates...
Estou super feliz, é uma honra.
Por ter recebido a honra...tenho que indicar outros 5 blogs!!
Vou indicar alguns que visito sempre, onde os blogueiros -mor escrevem com liberdade, estilo, com simplicidade, emoção e autenticidade...
lá vaiiiiiiii
http://www.idelberavelar.com - O Biscoito Fino e a Massa
http://prascabecas.blogspot.com
http://mineirasuai.blogspot.com
http://bloggente.blogspot.com
http://finaflormonicamontone.blogspot.com

Pessoal, para pegarem seu selo, cliquem aqui:
http://blogcomtomates.blogspot.com

Ah, claro que queria indicar mais...
fica pro próximo prêmio rssss
Valeuuuuuuuu, Alvarengasempre!

Texto

Croniquinha baranga

benhêêê... môzinôôô.., gatinha, cherie, tutuquinha, tiuzinho, xuxuzinho, baixinho, baixinha, sonho meu, tudo de bom. São muitos os nomes que os namorados criam para falar entre si. “ se chamam assim”... Ah, a paixão é linda enquanto dura... Porisso, eu digo:
- Bem aventurados os que morrem por amor, bem aventurados os que vivem por amor, os que matam por amor.
- Bem aventurados aqueles que ainda sentem a dor do amor, a excitação da paixão, aqueles que misturam sexo com amor, aqueles que não misturam sexo com amor...
- Bem aventurados aqueles que escutam sinos quando beijam, aqueles que não escutam sinos,mas que se lambuzam, aqueles que ainda abrem a porta do carro para a amante, aqueles que fecham a porta para não serem vistos, e principalmente aqueles que mentem para acoitar paixões...suas e alheias...
- Bem aventurados aqueles que na noite ou no dia fornecem seu corpo e seu calor para amparar o desamor...
- Bem aventurados os loucos por amor, os loucos de amor, os loucos que procuram amor...
- Evoé Baco, que muitas vezes foi o condutor de todos para o amor lascivo..
- Evoé todas as drogas que nos embriagam, principalmente a droga do amor, a droga da paixão....
Hoje, dia dos namorados, quero dizer que por mim, todos os dias e todas as noites serão sempre dos amantes, pois deles é o reino do céu......

Amantes, namorados

Minha história de amor predileta... Sou eternamente romântica.... Abelardo e Eloisa
História "de verdade", vivida em terras do Rei de França, em tempos outros.....

" Expulso Abelardo de meus tálamos, fez-se dor na minha noite. Preparei poções, experimentei ervas, e eis-me que tresloucada adormeço meu tio para me render no porão a encontros com o meu amado. Aí reinventámos o amor em noites de frio silêncio e muda entrega. Porém, a inveja do mundo também nesse ninho nos alcançou e em breve meu tio nos descobre, me espanca e aferrolha em casa sob estreita vigilância. Passámos a encontrar-nos furtivamente em sacristias, confessionários e catredais, locais que me eram permitidos sem vigilância, impensável que era o sacrilégio para mentes que desconhecessem a força do nosso amor... Fiquei grávida entretanto e logo Abelardo me levou em segredo para a casa de sua irmã em Pallet. Aí nasceu o fruto do nosso amor e aí me visitava a espaços o meu amado. Mas, nosso queríamos fosse o destino menos cruel e Abelardo aspirou ao perdão pleno de meu tio, que concordou em nos casar. Voei de Pallet nas asas da boa nova e logo Abelardo quis que de imediato nos casássemos e uníssemos para sempre as nossas chamas. Em segredo o fizemos mas ainda assim não lográmos alcançar-nos. Porque a inveja novamente nos traiu e de mim zombavam e de Abelardo e de meu tio e da educação que este me dera, mulher que era diferente entre as demais. A tragédia consumou-se na minha ausência e eu mesma o encontrei sangrando. Meu tio mandara, pela mão de dois carrascos, arrancar-lhe violentamente o membro viril. "

"Abelardo morreu em 142, com 63 anos, Heloísa ergueu um grande sepulcro em sua homenagem, e faleceu algum tempo depois, sendo, por iniciativa de suas alunas, sepultada ao lado de Abelardo. Conta-se que, ao abrirem a sepultura de Abelardo, para ali depositarem Heloísa, encontraram seu corpo ainda intacto e de braços abertos, como se estivesse aguardando a chegada de Heloísa.........."

segunda-feira, junho 11, 2007

MUDEI O POST...ASSUMO.

Assumo que mudei o post do bin lader.....
Eu sempre coloco no meu blog textos, fotos, poemas que amigos me enviam e solicitam para colocar. Acho simpático, e fico feliz com a participação.
Mas , o que estava aqui, eu coloquei, "a pedidos" e acreditem, fiquei o dia inteiro incomodada...
pronto. acabou... tirei...

domingo, junho 10, 2007

Monica - escrevendo para o blog...


De: Monica Alvarenga

A LEI DO SILÊNCIO – exercício...
Estava escondida atrás da cômoda de caixa retangular e quatro gavetões do século XVIII.
A natureza dúbia, deveras instável, espantava alguns amantes de minhas formas.
No entanto, esperava a hora da revelação com certo sabor de vingança.
Branca e imponente, confiava que minha qualidade impressionasse o marido a tal ponto, que nada impediria que fosse colocada no mesmo patamar das outras.
Assim, observava maliciosa o encadeamento da hora que se aproximava.
O chá quente exalava um cheiro de iguarias orientais que inundava todo o ambiente da sala, convidando o casal para o deleite daquele momento. Ela o olhava fixamente. Ele hesitou, levou a xícara à boca e logo cuspiu seu conteúdo como se adivinhasse o sabor amargo do que ela lhe oferecia.
Sua mão deslizou até a bandeja de prata cuidadosamente arrumada, pousou a xícara de porcelana japonesa e virando-se para a mesinha chippendale onde seu colt repousava, atirou. Foram cinco tiros, a maioria fora do alvo certeiro.
Parte de minha família, fora atingida no terceiro tiro e espatifara-se no chão.
Quando percebeu que a mulher finalmente se imobilizou, voltou até a bandeja e colocou dois cubos de açúcar na xícara de chá meio frio e satisfeito, tomou todo o seu conteúdo.
Passou a examinar as nódoas que o sangue provocara no tapete, levantou os olhos e observou os estragos que os tiros errados haviam causado nos objetos da casa.
Estava particularmente preocupado com as faianças que conseguira obter de um comerciante italiano nos signos de Peixes, Sagitário, Leão, Touro, Virgem e Capricórnio, que em sua maioria ainda repousavam na prateleira.
Na meia hora seguinte, recolheu os cacos da estatueta atingida, prevendo uma possível reconstituição.
Neste momento receei ser descoberta.
Algum tempo depois a campainha tocou timidamente e ele foi abrir a porta. Era o comissário de polícia da região que atendia um pedido do vizinho da frente que reclamara do barulho àquela hora da noite.
Mal pude acreditar no que ouvia, o comissário não se importava em ver a mulher no chão, eram os objetos da casa que chamavam sua atenção.
Especialmente as faianças. Meu coração tremeu.
Não queria ser achada. Não agora com ela morta.
Não havia sentido para mim uma vez que foi ela quem me descobriu, que foi ela quem me salvou das mãos de um colecionador estúpido e egóico.
Não, não queria mais pertencer àquela família.
Salvo os comentários ridículos que fui obrigada a ouvir sobre os objetos que sobrepunham a importância daquela mulher ali, deitada, ensangüentada, me interroguei sobre até que ponto gostaria de permanecer imóvel, invisível numa casa que acabara de se desmanchar sob meus olhos.
Numa casa que eu sentia, não mais me pertencia.
Não, não queria mais fazer parte daquela coleção, não seria eu, italiana legítima, do signo de gêmeos que iria satisfazer a libido daquele sádico guloso, gordo e balofo.
Sacudi-me e dei-me a ver.
Espatifei-me no chão ao lado do corpo daquela que soube admirar uma faiança legítima que costumava dar sorte aos casais.

Ficando em casa...


Hoje domingo dia de ficar de papo pro ar....
Alias, esses feriados prolongados me deixam mal acostumada, além de ficar sem fazer nada - pra mim, fazer alguma coisa é = trabalhar - ,logo, qualquer lazer, ou qualquer não fazer nada para o escritório, anda me deixando com sentimento de culpa.
Por conta das agruras físicas e mentais ( sic) que passo atualmente, simplesmente ouvir musica, andar pela cidade vazia, ler um livro novo, ver televisão, e até mesmo ler todas as revistas caras do salão ( fui pintar "cabelo") me faz sentir culpada.
Alem do mais, já repararam que quando a gente fica em casa, arrumamos a maior "começão"? É um levanta e abre geladeira, abre armário da cozinha, abre porta da dispensa, é um sem fim de buscar comida, fazer bolo, pipoca, brigadeiro, canjica ( fruta da época como diz a Adriana que trabalha aqui em casa), banana amassada com muita açucar, ovomaltine quente, sopinha da vono - minha nova mania até eu enjoar e não suportar nem ver a cara do saquinho -,morango picadinho com leite condensado, enfim....puta que pariu, a gente gasta sem sentir, e ainda por cima EU NÃO ENGORDO, PORQUE VOMITO TUDO...RSSS

Bom, quero registrar umas visitas super carinhosas...
A Claudinha, minha cunhada ( ex), irmã do Alexandre, a tia predileta secreta da Mali, porque ela também adora a tia Fátima e a tia Dedeia, passou o fim da quinta -feira aqui em casa. Foi super gostoso, conversamos e colocamos o papo em dia. Cláudia, vc deveria vir mais faz bem pra gente! A Lucinha e Clara vieram, na sexta feira, e passamos uma tarde bacana, rindo muito, lembrando da Jôjô e do Mike, e fofocando.......A Lucia trouxe presente ( maior chic, visita e trás presente) uma barra de chocolate suiço delicioso - ela comeu metada...rsss
A outra visita legal e inesperada foi ontem, sábado, Márcio Rogério e Margareth, que também trouxeram muitoooos presente... eu adorei. Ganhei bolo quentinho de fubá, seis copos para tomar uisque, e pasmem...uma garrafa de jonhnie walker .....12 anos.. estão servidos??? rsss
Pessoas, valeu... Adorei as visitas e os presentes..
acho que estou gostando de ficar meio "que doente..."

sábado, junho 09, 2007

Uma lembrança, um cheiro

A gente pegava dois trens sempre que íamos viajar.
Para visitar a família da minha mãe, era o trem para Montes Claros.
Família do meu pai, ah.. era o Vera Cruz, direto para o Rio de Janeiro.
Cada um deixou um cheiro na minha memória.
O cheiro do trem de Montes Claros era quente, abafado. Misturava poeira com fumaça, e quando chegávamos a Bocaiúva, quase fim de viagem, eu já havia dormido muito.
Acordada, excitada e feliz, eu ficava na janela da cabine.
Curiosamente ali eu nunca precisei disputar o lugar com minha irmã.
Ah..., por que ela era muito bonita, e minha mãe não a deixava ficar na janela.
Minha mãe dizia que se "algum cigano a visse, iria querer levá-la"...
Só mais tarde entendi a preferência da minha mãe, mas...fiquei bem, freudianamente falando.... Da janela eu sentia o vento, que batia no meu rosto misturado com o cheiro que eu chamo até hoje de cheiro de fazenda: - terra, mato, poeira, côcô de vaca, fumaça....
Tinha cheiro de comida, de fogão de lenha.
A parada em Bocaiúva era rápida. Servia apenas para ver alguns parentes pela janela, receber presentes que eram doces feitos pela dindinha Gabriela :- de laranja e de cidra -, e para ouvir minha mãe prometer que "na volta daríamos uma paradinha lá"... Meus parentes de Bocaiúva tinham nomes engraçados. Minha mãe sempre me beliscava porque ria deles: - "Sinhô, didinha Gabriela, Tia Negrinha( que era branquinha), e Elmira, minha prima".... / quando com 15 anos debutei em Bocaiúva fiz muito sucesso, fui a primeira hippie da cidade, escândalo fatal na família.../ Depois de Bocaiúva, primeira parte da chegada, era a descida - Pires De Albuquerque! Cidadezinha no meio do nada, era lá o inicio da fazenda de meu avô Batista, pai da minha mãe.
Quando descíamos, todos os empregados carregavam as malas, e seguíamos para Montes Claros nos carros de meu avô. Naquela época, minha mãe era rica. Eu adorava as malas de Montes Claros, por que minha mãe embrulhava nossas roupas em lençois brancos para que elas não pegassem poeira ou ficassem como cheiro, mas não adiantava, por que elas chegavam impregnadas pelo o cheiro do trem...
Em Pires de Albuquerque, nome que nunca esqueci, ficava uma das lojas do meu avô. Era dessas lojas que vendiam de tudo, desde cabaças, pratinhos de alumínio, canequinhas, panelinhas de barro, fogãozinho, bonecas de pano e de louça, ( eu amo essas bugigangas ), e panos...muitos panos...
O cheiro da loja me fascina até hoje, e consigo sentí-lo de uma forma tão forte que me emociona!Cheiro de pano. Eram prateleiras de tecidos: chitas, linho, seda, algodão, cetimpara fazer vestido de anjo, e cada um, cada pano tinha um cheiro e uma textura. Conseguem imaginar cheiros com textura? Eram cheiros mesmo!!!!!
Também é de lá que guardo uma das minhas lembranças preferidas; - minha lembrança de carinhos, mimos, e admiração.
Meu avô e meu pai, ao contrário da minha mãe, sempre me tratavam como a predileta!
Lá, ..." eu era amiga do rei..."
Desde a minha chegada até a volta, eu não saia do colo do meu Vô..... Ele me "punha sentada no balcão da loja, deixava eu ficar nas prateleiras de panos - eu podia tocar em todos os tecidos - e ...todos, todos os brinquedos da loja eram meus... Minha tia Bete, irmã pequena de minha mãe era ciumenta e ficava agarrada o tempo todo nas calças do meu avô...Meu tio Gugu, era um mistério, morava no seminário e ia ser padre. A minha avó...que saudades...
Comandava a casa, a mesa, e nossas vidas, até morrer, anos depois, em Belo Horizonte. mas isso é outra história. Com sua bengala de cabo de prata, era magestosa, a dona de tudo.
Coronela... dizem que ela mandou matar uma amante do meu avõ...mandou matar com surra...de tanto surrar..., e no meio da rua, para todo mundo saber quem era Nenzinha, mulher de Batista Gero.....Acho que é mais uma das lendas sobre minha avó....
Mas meu vô, ah... Doce vôvô Batista....
Olhos azuis, cheiro de fumo preto,dizia -se francês por descendência e atitude!
Com ele aprendi: un, deux, trois, quatre , cinq...
-" fala, Idyzinha, fala em francês para todo mundo ouvir"...
E lá ia eu repetindo, cabeça erguida, dos números até o "je vous salue marie"....
Minha irmã, calada, sempre impecável, cabelos de cachos, bela...
Eu, pequenininha, falante, princesa, cabelos pretos, lisos, escorridos,usava óculos desde que me lembro, assim como sempre "já sabia ler." Mas, lá nos Montes Claros, na casa dos Souza Lima, eu era a Idyzinha, a princesa do meu avô, a dona e herdeira de tudo. Fui a predileta enquanto durou...Fui a francesinha do meu avô, a bonequinha que falava...

O cheiro do Rio? Ah..., era outro.
Cheiro de fumaça com maresia, cheiro de cidade, cosmopolita,cheiro de mundo grande.Depois, ao longo de minhas viagens identifiquei o cheiro do trem que me levava para o Rio muitas vezes..
Mas o de Montes Claros...nunca mais....
Só lembranças.

Curiosamente, a vida me levou de volta a Bocaiúva anos depois.
Uma ação de execução, onde tive que acompanhar a penhora da casa do moinho, antiga residência dos Patrus Ananias, e que ficava ao lado da velha estação de trem, vizinha da casa da minha prima Elmira, filha de Negrinha e de Sinhô, neta de dindinha Gabriela....
Mas o cheiro, por mais que eu respirasse fundo, fugiu do meu olfato, e fiquei feito uma boba, lá parada, chorando, e fungando, tentando buscar no ar, o que o tempo havia levado.
Marilia / maio/2007

sexta-feira, junho 08, 2007







Por que eu?
A pergunta
sempre me faço a mesma pergunta.
por que ?
existe horizonte, eu vejo a linha, tem um fim.
existe o limite, eu o enxergo de onde estiver.
posso me voltar para a direita ou para esquerda.
A pergunta.
sempre me faço a mesma.
tive m~edo da barriga explodir.
da cabeça sair.
do pé não mexer.
mas durante a caminhada, sempre fui com o vento.
por que?
é porque ele ultrapassa sempre a linha do horizonte,
faz minha cabela girar, meu pé andar.
ah...gosto disso.
lua azul. magia. esperança.
mas a pergunta é sempre a mesma.
por que eu?



O nome dessa foto é
"Mãos 20% sujas."
como estão as suas?

quinta-feira, junho 07, 2007

acampar é...




ter mãe pra fotografar, mesmo se ela estiver acabadinha, magrelinha,
doentinha e caidinha...(mas é sempre a mais animadinha!)
Ps.; a mali diz que se eu morrer o mundo vai ficar muito chato e sem graça!!!!
Acho que ela tem razão...
logo, não vou morrer em defesa do bom humor e da graça...