Layout / Art: Ana.

quinta-feira, outubro 18, 2007

TExTO

Minha mãe sempre foi assim comigo.
nunca vai mudar.
me lembro bem, desde criança,
ela fala como se eu já tivesse um passado.
nunca se encantou comigo, ora bolas.
não fiquei vendo a vida pelos olhos dela.
raça ruim eu era, não tinha nada dela.
Florisbela.
sai , "vuei", zuei, e voltei filhas..
lindas, que ela ama e não me enxerga nelas.
sequelas algumas, lembranças muitas.
abandonos, cheiros, choros, soros.
CHOQUE.
fiquei assim, mar-ilha.
sem porto seguro, solta no vento.
desalento.
Ah, Bandeira, me dá sua letra para que eu escreva uma dor com rima!
(foto by joanalau)

25 comentários:

Erika disse...

dor rima com nada....

melhor c rimar amor... acolhedor...empreendedor...tudibom!!

rima com amiga com saudades.. EU!!! rsrs

Beijos

quero fotoooosssss.. e emailsssss... rsrs.. por favorrrr (ó.. isso rima. rsrs)

Luciana disse...

Aconteceu alguma coisa com a sua mãe, Marília? Espero que esteja tudo bem...

PS - Puxa, vc nem mandou suas fotinhas lilases, né? :) Queria ver sua parede.

Beijo.

O Meu Jeito de Ser disse...

Vixe que olhão.
Menina, não cobre muito de vc mesma.
As coisas sõa como são, procure apenas tirar proveito de coisas boas.
Procure viver a vida, gozando da alegria, como se tivesse muita pressa.
Ame a você mesma, o resto do mundo vai ama-la também.
Eu adoro você.
Um beijo

Márcia(clarinha) disse...

A dor faz com se que escreva bonito, só a dor rima com saudade, com ausência, com abandono.
Bandeira tinha métrica,
Marília tem a vida.
lindos dias,flor
loviú viu? ;)
beijos

Magui disse...

Espero qeu não seja preparo para um mergulho.

Yvonne disse...

Marília, sua poesia mais linda foi essa. Tô arrepiada até agora. Dor não rima com nada só com crescimento.Beijocas minha linda.

Trotta disse...

Mar-ilha! Adorei isso! Um nome poético! :)

DO disse...

Espero que o belo post seja apenas lembranças,Marilia...
Beijão!!

Mário disse...

Ei, amiga, ransbordou em reflexões neste seu post. Segue o conselho da nossa amiga Aninha que é um conselho tudo de bom. Beijos.

Sonho Meu disse...

Voce táa boa? ou melhor...tá tudo bem ? As vezes os seus textos sao tristes.
Por que nao tira umas ferias pra recarregar as baterias. Vai lá pro nordeste tomar uns megulhos nas aguas mornas do mar, andar na areia, comer agulhinha frita e tomar umas caipirinhas. Isso faz um bem danado.
bjos,
me

.:Tati Sabino:. disse...

não sei o q aconteceu mas relacionamento mãe e filha é complicadíssimo..eu que o diga..rs, mas graças a Deus hj estamos em paz!
Bjos linda!

monica disse...

prima...

"sobrevivente da subnutrição afeto- amorosa na infância.. vitamina fundamental ao crescimento..."

escrevi isso em algum momento após alguma surra de cinto...

bjinho....

vou trabalhar em BH ano que vem...hum... vamos poetar???

monica

Adelino disse...

Marilia, aprecio muito dos seus versos. Arrisco-me a fazer um para você, que não e plágio não. Vamos lá, olha que pérola:

"Marilia, Marilia Maravilha,
Nós gostamos de você"

(all rights reserved)...
Beijos

Anunciação disse...

Ah,Marilia,mesmo dolorido,o que você escreve é lindo.Não sei mas tenho a impressão que faz bem dizer o que pensa,sente.É o que os psicólogos chamam de catarse.Não sei se estou sendo intrujona mas me agrada demais ler seus sentimentos nessas palavras.Bandeira é Bandeira.Marilia é Marilia.Única.

Jeniffer Santos disse...

mãe é um bixo eskisito...hehehhe!

mas eu não seria nd sem a minha mamusca x)


gostei do txt!
beijos!
boa sextaaaaaaa!

Sandra disse...

Acho que todas nós temos esse relacionamento de amor-e-ódio com as mães... São nossas metas e nosso contrapontos. Será sempre assim.

fica bem.

beijos

perdidinha... disse...

ai que saudade de vc!!!
beijocassssssssssssssssssssssss.

Tatá disse...

Poxa vida Marília, fiquei anestesiada agora...me vi olhando uma vitrine linda sem poder tocar em nada. É como se eu enxergasse um coração batendo e estivesse admirando, babando.
Lindo, lindo, lindo!!!

Beijos

Blog do Beagle disse...

Foto maravilhosa! Olhe, não sei de vc mas sei de mim e só posso expor minha vivência. Minha Mãe jamais soube quem eu era. Não me conheceu e não desfrutou da pessoa que ela pos no mundo e criou. Nós nos amávamos entre tapas e beijos, numa troca de farpas constante. Bjkª. Elza

Meire disse...

Mar-ilha bom dia!
Dor rima com amor, amor q nos da blogsfera sentimos por vc,
bjs

Eduardo P.L. disse...

Marília, que lindo poema!
Parabéns!
Com rima ou sem, com cor de Bandeira ou dor! O tema é triste e saudoso, realista e corajoso.


Abçs

O Meu Jeito de Ser disse...

Bom dia amore, está por aí, uma amiga minha meio maluquinha, alegre e brincalhona?
Não sei onde ela se escondeu.
Me ajude a encontra-la.
Beijinhso

Carol Montone disse...

Que coisa mais liiiiiiiiiinda!!!!!
diedntifica�o total
beijos grandes
saudades
Carol

luma disse...

Marília, o que está acontecendo?
Anda introspectiva.

"fiquei assim, mar-ilha"

Pode traduzir um estado de introspecção ou de expansão. Ou uma maravilha! Espero que seja a última.

Bom fim de semana! Beijus

Anônimo disse...

Mar, ilha
Som sem rima
Dor com rímel