Layout / Art: Ana.

quarta-feira, outubro 03, 2007

A casa dos Alvarengas

MONICA ALVARENGA

Ela é dama da noite.
Sempre bela, distante, batom vermelho na boca.
Não se mistura.
Sempre foi destaque.
Na escola, Rainha, dona da bateria.
Do atabaque ao tamborim.
Falem de Mim ....Qualquer Nome Serve a desejou,
Só ao samba se entregou.
Lugar comum?
Não...apenas Mônica, a Alvarenga.
Os homens: dominou, conquistou.
Moleca, rola com Zeca,
Mulher, ama sem dor seu amor.
Misteriosa, discreta, charme.
São João del Rey, seu palco.
Nova York, Rio de Janeiro.
.............................................
Sempre se soube que aquela menina era artista.
Ah...fugiu "com um circo!"
Quem nunca sonhou em fazer isso?
Ela ousou.
Dirige peças, cria suas falas.
Amou escondido o velho bandido.
Tem um pequeno medo.
Quem não tem?
Então se fecha, não abre a guarda.
Sedutora, bela, artista, teatral, gramatical...
Em seus diálogos com Freud,
Sai mais forte, madura, mulher
Radical é fera mesmo.
"Corre com os lobos", vence a trama.
Escreve novo roteiro, Mônica a Alvarenga.
Final feliz.
(Pripa... estou com saudades de você!!!)
foto google/cronistaurbano

UPDATE: gente do céu....
hoje é aniversário da Mônica Montone...
Parabéns.....
socorro..é muita Monica pra pouco blog!!!

9 comentários:

Maria Augusta disse...

Que retrato bonito e forte com uma personalidade marcante. As mulheres Alvarenga são "feras" mesmo, hein, Marilia? Parabéns pela homenagem.
Um beijão e um lindo dia.

Erika disse...

Que linda descrição da Monica, a Alvarenga.

Beijos kiridissima

DO disse...

SE o final é feliz,é sinal que tudo valeu muito à pena.

Beijão!!

Eduardo P.L. disse...

Marília a ilustração é só "ilustração", ou não? ....

(;-o)

Lord Broken Pottery disse...

Marilia,
Adorei o texto. Bonito, sensível, bem escrito. Bela homenagem.
Beijo

valter ferraz disse...

Marilia, ela é tudo isso mesmo?
Eu, hein?
Fui!
Beijo, menina

sanfona disse...

- Ela tá gripada em.......
- Ummmmmm, eu vô....
Mauro

monicaalvarenga disse...

o que escrever depois desta homenagem? prefiro me expressar...

...a partir de Drumonnd....

A paisagem vai ser
Agora é um branco
A tingir-se de ..

frenéticas cores lingüísticas
num imenso vazio bucólico

eis que

surge um grafite barato
detetive de palavras
e desenha no espaço branco
o sangue derramado de sílabas..
sílabas
que insistem na convivência de vidas divorciadas
hiatos abismais
orgias prefixas e sufixas
em polis abusivas

este detetive de palavras
de corpo esguio magro e duro
delimita no branco
o contorno da paisagem
e acaba por tingi-la
de supostos versos...

monica 10/07

kika disse...

o unico comentario que eu tenho a fazer, e que esse e o perfil exato da moninha. saudades de voces. beijos no coracao.