Layout / Art: Ana.

quarta-feira, julho 11, 2007

Turistas....

Faltando um dia para a blogagem sobre o tema proposto pela Meire, o qual eu acho importante, pois sou contra preconceitos de qualquer ordem, vou contar o que aconteceu com alguns turistas menos atentos.... Maria Júlia e sua mãe ( eu ...)

New York, New York -I-

Essa historia é verdadeira, e pra variar aconteceu comigo!
Enfim , reveillon em NY com a Mali - sonho de consumo dela!
Malas enfileiradas, passaporte nas mãos, sorrisão na cara.
Vamos para o check-in em Confins: - Autorização, senhora, me diz a atendente.
- Que autorização?
- A do pai da criança, senhora! Menor não sai do país sem autorização, quando está apenas com um dos genitores....
Confusão armada!
Claro que eu tinha esquecido a porra do papel!
Chôro, correria, liga pro pai, o moço tá no plantão, CTI!
Me jogo aos pés dos agentes federais, choro lágrimas de mãe, imploro, ligo pra juiz amigo, pra desembargador, NADA.
Única concessão :
- o pai teria que comparecer, em Confins, "munido" de seus documentos, e assinar uma declaração de autorização sob as penas da lei...
Mais desespero, porque o pai não atendia o celular!
O aeroporto inteiro já envolvido no caso.
Consigo, bondade extrema das atendentes, trocar as passagens para chegar em São Paulo mais tarde! ( isso aconteceu em 2005 e ainda não havia o caos...aéreo)
Ok, mas e o pai??? Cadê o pai da criança?
Pelo amor de Deus, Pai, atende o celular!!!!
O pai atendeu.
Imaginem o que eu ouvi.
Podem dobrar. Foi muito mais. Mas, ele atendeu ao meu chamado, que naquela hora eram berros!!!!!!
Claro que o Alexandre chegou a tempo em Confins, onde foi recebido por um monte de gente que respirou aliviada, e, literalmente, sob uma salva de palmas , adentrou na Policia Federal!
Enfins, salvas, apesar dos olhares fulminantes que ele me enviou, lá fomos rumo ao reveillon! E ainda fomos a sensação do voo!

New York, New York - II -

Pensam que acabou?
Ledo engano!
29 de dezembr0 2004, voo da TAM cheio, eu e Mali, "esprimidinhas"...
- classe econômica- diretas para NY.
Chegada gloriosa, frio total, lá vamos nós pra "line amarela, fazer a duane", ou seja , passar pela imigração.
Tava tudo de alerta vermelho. Véspera de reveillon, milhões de turista, sem contar os japonese!!
Cidade lotada, e os caras lá, morrendo de medo de atentados, passando pente fino em todo mundo...
Tira a bota, abre a bolsa, mostra e revira a mala, e chega a vez de mostrar o passaporte.
A Mali, toda lindinha, passa primeiro, coloca os dedinhos direitinho onde o homem manda e é carimbada, e liberada com um sorriso: wellcome to new york!
Ai vou eu.
Realmente, eu entendo ingles, quando o povo "speak slowly..."
Mas, o cara começou a falar super depressa pelo microfoninho do guichê, e eu num tava entendendo nada.
Foi necessário dar-se inicio a comunicação por sinais.
Eu obedecendo tudo que o homem falava com a boca e com as mãos...
De pronto, coloquei o dedão num pratinho meio prateado e vi que estava fazendo certo. - ok, fala o cara lá de dentro da cabininha, e continua falando pra mim...: -- now... other, e me mostra o dedo indicador....
- ahn...entendi... ! Coloco o indicador lá também.
Mas, alguma coisa não deve ter dado certo, porque o moço me manda colocar o dedo lá de novo...
Coloco. Encore, nada.
Ele então começa a falar mais depressa!
A Mali, filhinha linda, que sabe ingles, vira pra mim, e diz,: - mãê, o moço ta falando...
Olho pra ela, e falo quase gritando : -Perai Mali, cala a boca pelo amor de deus, num ta vendo que tô nervosa?
- Tô sem entender nada, perai!
Nessa hora, o gentil funcionário americano pega seu dedo indicador e começa a esfregar na testa ( dele é claro).
Eu, já me sentindo meio idiota com a situação, coloco meu dedo na testa e fico rodando, igual ao homem...
Ai ele diz : -ok, ok, now, here! E aponta pru pratinho...
Gente, sabem o que eu fiz?
Era tanta aflição e pressa, que eu, em vez de colocar o dedo, desci com a testa, e meti ela no tal do pratinho...
Voces não imaginam as gargalhadas!
Sabe quando voce faz uma coisa e em um miléssimo de segundo percebe que fez a coisa errada???
Voces podem imaginar minha reação!
Fiquei puta, e falei bem alto e em português :
- Pô, cara, pelo amor de Deus, onde voce quer que eu coloque esse dedo..

Final do caso:
Atrás de mim, uma fila de brasileiros, e as respostas foram lugares dos mais variados, acompanhadas de risadas. A polícia teve de mandar o povo calar a boca!
O guardinha, que tava me explicando e pegando minhas digitais, ria tanto, que só falava : - go, go, no problem...
E eu, morrendo de raiva e também de rir, adentrei daquela vez nos "unaites esteitis" sem deixar minha digital indicadora, sob mil gargalhadas e um olhar terrivel da Mali, que , coitadinha, tentou o tempo inteiro traduzir pra mim, que o moço tava dizendo : - meu dedo estava seco, e passando na testa ele pegaria oleosidade e a impressão sairía!!
IMAGINE ... se eu ia entender tanto ingles??? mais nunquinha...
Agora, toda vez que vou entrar lá, já lambo os dedos todos!
Mas, a viagem foi especial, e a gente riu muito, e passamos um super Reveillon, estilo Ny, Ny....

Marilia.

19 comentários:

O Meu Jeito de Ser disse...

Tadinha da Mali, que mico!
Acho que ela queria abrir um buraco ali e desaparecer.
Marilia meu bem, você está demais, com a corda toda.
Cheguei a chorar agora de tanto rir. O bem até levantou que estava lendo jornal para vir ver o que acontecia.
Já já ele vai ler.
Um beijo querida.

valter ferraz disse...

Marília, uma caipira em New York!
Lembrei de um livro, não lembro o nome do autor, é um mineiro, claro.
Chama-se "Um caipira em Nova Iorque" o subtítulo: "As aventuras de um matuto na capital do mundo".
Se vc encontrar, compre. Vai rir muito e lembrar de todos os kongs que vc pagou, pois sei que esse foi só o primeiro deles.

Ps: a Mali deve ter ficado uma semana sem falar com você, não?

ps2: a Aninha, ficou molhadinha de tanto rir, é claro.
Um beijo

Anônimo disse...

Marília, morro de rir dessas suas histórias, lembra quando vc bloqueou seu cartão do banco na França...rsrsrssr.
beijos
Dedéia..

Priscila Pires disse...

Ai caramba!!! mamis esse seu blog eh uma caixinha de surpresas!!!
Me matei de tanto rir com essa historia e ainda contei para o Elias (o menino de 7 anos que eu cuido) que se matou de rir tb!!!rsrsrsrs
Quanto ao reveillon em NY, que bom q vc gostou pq pra mim o ano passado foi algo transtornante!
bjossssss

tati sabino disse...

Mulher, só vc mesmo pra me fazer rir agora..rs...muito bom!!! Na hora deve ter sido horrível, mas rendeu uma ótima história!!
bjos...

Yvonne disse...

Marília, da próxima vez que você fizer uma viagem, por favor avise antes para eu fugir de você, rsrsrs. Menina, eu tô rindo até agora. Isso não é mais um mico, é um KING KONG. Caramba!!
Beijocas morrendo de rir ainda

Anderson-kbça disse...

huahauahauahauhu, muito bom!!! aconteceu algo parecido comigo, contarei no meu blog qualquer dia!! mas realmente é uma aflição incrível!!! coração na boca!!

mas por fim, deu tudo certo!! e é isso eu importa!!

Eduardo P.L. disse...

Acontece, acontece!
Ainda bem, como sempre tudo da certo.

tina oiticica harris disse...

Muito hiláro o final. Quando a gente viaja tem uma parte interna que desregula--fuso horário era o que dizia o João Saldanha.

Beijos,

monicaalvarenga disse...

uauauauauaua..rsrsrsrsssssssssssssss..adorei!!!!!
bjs

perdidinha... disse...

obrigada!!!
obrigada mesmoooooooooooo!!!
vc me fez chorar de rir... literalmente!
depois desse surto de risos em frente a essa tela todo mundo tem certeza que eu sou maluca messssmo... antes só desconfiavam!rs...
beijocasssssssssssssssssssss.

Priscila Pires disse...

conselho de mamys? tah vendo...ando tao vivendo as custas dos meus proprios conselhos que nem entendo mais...
vc acha que eu deveria esquece-lo de uma vez ou aproveitar a cia por mais uns 5 meses???
aiii q confusao...to falando mas nem sei se vai mesmo rolar nada ou se ele sera mesmo soh um amigo...rs

perdidinha... disse...

"eu amo com paixão, sofro com paixão , mas esqueço sem compaixão..."
sou sua fã número um à partir desse comentário perfeito roubado descaradamente da pri e de vc!!!
marília me dá um autógrafo?rs...
beijocasssssssssss de novo!

marilia disse...

uAU.... FABIANA, PERDIDINHA! QTA GENTILEZA...
GENTE, FOI UM MICO MESMO...ACHO QUE É FUSO HORARIO MENTAL... E CLARO, A MALI MORREU DE RIR,PORQUE ESSA FOI UMA DAS NOSSAS VIAGENS MAIS DIVERTIDAS... ALIAS, ADORO VIAJAR COM MINHAS FILHAS, E TEMOS HISTORIAS HILARIAS, POR QUE A MÃE DELAS É MUIIIIITO ESQUECIDA E MEIO .... DESLIGADA!

marilia disse...

AH, DEDEIA, VC TEM RAZÃO...
ALÉM DE TER TRAVADO MEU CARTÃO, ESSA VIAGEM TEVE DE TUDO, E foi inesquecivel!Realizei meu sonho de viajar a França toda com minhas duas filhas! e ainda teve Joana, que andou Paris inteira procurando uma igreja que tinha uma certa medalha que minha mãe havia pedido, e eu e mali atrás... parecia o codigo da vinci, nunca era a igrejinha certa, e ai nós fomos ficando com medo de não achar e dar tudo errado, então andamos até encontrar a medalhinha!!!
tres manicadas, eu , mali e jojo, e então vcs já imaginam.... visitamos quase todas as igrejas de paris... desde então estou "benta" para sempre!

Márcia(clarinha) disse...

kkkkkkkk
Minha flor, agopra vou dormir gargalhando, mas como rir é o melhor remédio dormirei muito bem, kkkk
Adorei suas trapalhadas e tadinha da filhota, quanto mico, rsss
linda noite
beijos

kika disse...

so voce mesmo... to rindo de cair, sabe o que e isso...muita tarjinha...

Anônimo disse...

Desse jeito vira redatora honorária do Zé Pereira Notícias, com coluna diária.

Beijos,
Felipe

www.zepereiranoticias.blogspot.com

(Desculpa comentar tão tarde, mas é que meu PC tava infecado, com erro nos java-scripts)

Adelino disse...

Marilia, você se superou nessa do aeroporto. Mas acontece. Em todo caso lembrou-me um dia em que jogávamos futebol no Colégio. Em nosso time tinha um aluno que não sabia nada do jogo. Nisso uma bola vai saindo pela lateral na direção dele. Gritamos:
- Não deixa sair não!
E ele correu e segurou a bola com as mãos e nos entregou...
Se fosse jogador do Galo ainda dava pra entender...
Beijos, Marilia.
PS - Se quiser me censurar pode ser. Tchau.

Tá vendo, minha querida Marilia Alvarenga, coloquei em dia os meus comentários. O PC ajudou.