Layout / Art: Ana.

quarta-feira, julho 18, 2007

fragmentos - internada

não, ela não sabe dizer como tudo começou.
foi um turbilhão de gente em volta, ela não conseguiu se livrar deles.

tentou abrir os olhos - ver - melho!
sangue , gente, vozes, pés, braços.
pegaram suas pernas, e jogaram de uma só vez ...
a cabeça, ela tentou falar, mas só saiu um ruido e ela nunca soube se foi de dentro ou de fora que veio o barulho.

não, ela realmente não saberia dizer como tudo começou.
eles vieram de mãos dadas, rua abaixo, rindo, trocando beijos.
era claro, dia de frio fraco, sem vento.
nem estava assim tão cheio o bar do ventana, quando pararam para o café pingado, e o pão sovado. ela nunca disse, mas tinha muita vontade de tomar cafe no centro onde o pão era de padaria, feito na hora. estava enjoada do gosto daquela comida.
ela ainda ouviu as sirenes, e o brilho das luzes piscando sobre o carro.
o policial não deu ordem de prisão antes de atirar.

os médicos a puxaram, pelas pernas, ainda sangrando.
foi como ela já havia visto desde sempre na televisão.
sabia seu fim.
seria igual ao de qualquer um que mora lá.
ainda não sabe dizer como tudo começou.
foi como uma rajada de fogo, mil balas.
tentar - ver - melhor!

ela olha para o médico, que sorrindo, pergunta:
- tudo bem, está mais calma?
viu, você nem percebeu, mas esta aqui há dias... sem choques ....
só com medicação..
adaptou-se bem.
não está amarrada, já não se corta mais....

ela nunca soube lembrar como tudo começou, quem a levou, ou mesmo se algum dia ela passou pelo bar do ventana...
se comeu pão sovado, ou tomou café pingado.
bendita loucura . santa anestesia.

8 comentários:

Meiroca disse...

Marilia seria fato ou ficçao?

marilia disse...

?????
essa é a grande viagem da escrita....
bjos

O Meu Jeito de Ser disse...

Isso aí menina, belo texto.
Coragem e vamos continuar, está cada dia melhor.
Você é dez.
beijos

Lord Broken Pottery disse...

Marília,
Bonita viagem, forte, gostei!
Beijo

valter ferraz disse...

Marília,
viajandona, né?
Olha, quando sair o teu livro, coloca lá que fui p padrinho, tá?

beijo

Yvonne disse...

Marília, você está escrevendo maravilhosamente bem. Deveria investir muito nessa linha. Beijocas

perdidinha... disse...

me perdi entre viagem e realidade!rs...
beijocassssssssssssssssss.

Blog do Beagle disse...

Belo texto. Tem ritmo, angustia, leveza, firmeza e deixa uma dúvida deliciosa ao final. Parabéns. Bjkª. Elza