Layout / Art: Ana.

quinta-feira, julho 26, 2007

quando eu comecei


Eu já escrevi isso antes .
não sei porque sempre volta.eu já senti isso antes.
è como as dores. vão. remédio vem. elas voltam.
Meu peito fica abafado, garganta fechada.
cara, meu cabelo cai
.


TEXTO
seus pés eram pequenos, dedos bem feitos.
difícil ter gente com pés assim.
suas mãos finas, dedos longos.
cabelos macios, corpo leve, jeito de menina, meio moleque.
era ela.
quem a via de perto ou de longe, dizia :- quanta fragilidade.
essa menina nunca vai crescer.
e ela girava na roda, tocada pelo piano, vestido de pano voando.
era a princesa do pai.
rival natural da mãe.
então veio o tempo que nada perde, passa, leva tudo, e com o vento levou a menina para além do sudoeste.
ensinou a ela poesia, letras e filosofia.
deu-lhe luz e poder.
inteligência, força inexorável.
ela, que tinha sido menina, pés pequenos, andou muito.
virou mulher vivendo na paixão.
de dentro dela saiu fogo, como de um vulcão e rolou mundo afora.
mágica a estória, contada em pedras de pérola.
ela viveu um terço.
teve filhos.
deu risada.
chorou cem lágrimas.
fantasiou-se de pirata, de cigana e de dama.
tempo cruel.
deu-lhe tudo, ensinou-lhe tudo.
levou -a- paralém do sudeste.
só não lhe avisou, o tempo, que viver tem hora marcada.
ela parou para olhar seus pés.- dificíl ter pés assim.
eles me levam muito longe.
mas ela tem sorte.
seus pais morreram .
de herança ficou um relógio de corda.
cem horas marcadas.
seu controle do tempo.

( by idy, livro único, capitulo 5º, versículo nono)
____________________________
update:
Hoje é dia das Vóvós!!!!
Parabéns a todas que já podem curtir seus netinhos e netinhas...
morro de inveja...
jôjô, cadê vc????
quero netos ,já!

14 comentários:

Sonia disse...

Cumprindo sua ordem venho aqui apesar da hora (fiquei sem conexão até há pouco). A situação aérea é mesmo uma vergonha - mas nunca antes neste país passamos tantas vergonhas ao mesmo tempo.
Bonito o texto que você postou hoje.

valter ferraz disse...

Marília,
e poetisa, a menina.
Vai fundo. As dores também passa, você sabe.
Um beijo grande

O Meu Jeito de Ser disse...

Meu Deus, que lindo texto.
Quanta emoção e inspiração.
Parabéns, você é excelente, escreva mais.
Não se deixe abater, estamos aqui para cuidar de você.
Se cuide também.
Beijos meu bem.

pianomanga disse...

Oi Marilia bom dia.
A mulher nao e brincadeira nao,es
creve cada texto que nos faz perder
o folego. Eu entendi que lindos pes
deixam rastros indeleveis na lama
vulcanica que e a vida( no bom sen
tido).Transformam-se em garras capa
zes de nos manter por centenas de horas baloiçando nas cordas da espe
rança, mesmo quando perdemos entes
queridos como nossos pais e acabam por nos levar para bem longe, camin
hando sobre as pedras que sao os
nossos sonhos.Desculpe se escrevi bobagens, mas foi sem esta intencao
afinal o seu texto me fez pensar assim.Forte abraço,bjao e paz.

Ana disse...

Marília,
Que texto maravilhoso! Vc está me saindo uma poetisa e tanto! Fiquei "mocionada", sabia?
Fique bem aí... Te cuida, tá!
Beijo

Márcia(clarinha) disse...

Belíssimo texto minha flor, muito emocionante.
Pois é, hoje dia da avó e eu nem sabia, corri pra avisar à turma só pra ganhar beijinhos, rsss
Minha querida, achou que eu tivesse 20 aninhos?
Ué?
Eu tenho sim só que 20 mais 20 e muitos, rsss, tendeu?
E 7 netos, ô turma da pesada! rss
lindo dia,querida
beijos

Cristiane disse...

Marília querida,
Texto lindo...
Tudo nessa vida passa, aqui é apenas uma morad aque temos sim, um tempo a cumprir, uma missão talvez, só sei te dizer que, apesar de tudo, faz sentido, e vale a pena!

Adorei sua última visita...
História é assunto presente no Fragmentos, presente com muita frequência aliás, pois é algo que amo, respiro! rs...
CEM ANOS DE SOLIDÃO é sem dúvida o mais belo de todos os livros que já li, tem dias que me acho uma "Buendia"...
Quanto à Saramago, entendo o que vc e o Lord dizem, tb tenho minhas opiniões sobre ele, e discordo com certas coisas, mas gosto do Saramago escritor, e asim separo-os, pois ele é fantástico!

Apareça sempre, é um prazer tê-la lá...consegui atualizar ontem ( Ô vida corrida!)...Um beijo carinhoso e um bom fim de semana, Cris...

Blogue da Magui disse...

Belíssima homenagem.
Quanto à manifestação convocada eu acho que não valerá nada se o sistema permanecer o mesmo.Até fiz um texto relacionado.

Lili disse...

Mari q texto delicioso da vontade de ter esses pés e deixá-los me levar nesses caminhos ...

Priscila Pires disse...

vixe minha mae tem essas ideias de vovo...
sai pra lah rapaz...td tem sua hora!!!rsrsrs
bjos mamysssssss

Meire disse...

dia dos vovos, ops tem umas pessoinha q preciso visitar....

Thiago Quintella disse...

O Que escrevi o Canis não aconteceu comigo, pois tenho 29 anos ainda! hehehe era um personagem!
Ainda não sou ne pai, muito menos avô! :)

perdidinha... disse...

lindo texto, marília.
aliás... seus textos são sempre lindos... sempre fazem a gente sonhar um pouquinho...
beijocasssssssssssssssss.

Maria Augusta disse...

Marília, o tempo traz e leva tanta coisa, ele é tão inexorável e impiedoso. Texto lindíssimo, parabéns! Um beijo grande.