Layout / Art: Ana.

quinta-feira, julho 19, 2007

A casa dos Alvarengas


Passagens.

O meu avô Paulo chamava meu pai de "Nanico".
Ele me contou um dia, que sempre que precisava levar a roupa pro freguêz, chamava meu pai.
Cuspia no chão e falava:"Nanico, leva lá no Largo do Rosário e entrega pro Totonho..., e volta antes desse cuspe secar!!!
- Por que se voce chegar e ele já tiver secado, vai direto pro castigo!"
O cuspe secava sempre, e ele nunca foi pro castigo.
Meu pai é como meu avô, como todos os homens alvarengas: - mordem os dedos quando estão com raiva,mas preferem perder uma mão que bater em um filho...Já as mulheres...Elas são distantes...nunca entendi direito as tias /mães Alvarengas por casamento.
------------------------------
Hoje, é daqueles dias que a gente esta com saudade de filho, angustia no coração, misturado com o prazer de saber que elas estão viajando, divertindo, e vivendo a justa juventude. Então, fica assim meio sem graça, e coloca no blog retrato sem foco, tirado em meio de um aniversário de família, enfim, aquelas coisas que só interessam pra gente, e que eu chamo de "meu querido diário", mas divido com amigos que passam aqui.

Ontem, antes da Maria Julia viajar foi um deus nos acuda aqui em casa...
sempre é assim em dia de viagem!
a gente discute , grita, ela não leva o que eu mando, eu não deixo ela fazer a mala como ela quer, enfim, é um pã-de~pá amoroso, que sempre acaba em lágrimas, abraços e beijos...
E SE NÃO ACONTECER ASSIM, A GENTE FICA NERVOSA, ACHANDO QUE VAI DAR ERRADO PORQUE TÁ TUDO DANDO CERTO DEMAIS.. . Sou mesmo maluca e superticiosa e minha casa é muito engraçada....
Puxei essa "mania" escandalosa dos Alvarengas.
Somos exagerados e não gostamos muito de ficar longe dos filhos.
Ontem então, foi dia complicado para se viajar.
Dia seguinte de uma tragédia aérea, tensão no ar, e...Maria Júlia foi por guarulhos...e de lá para Buenos Aires e Argentina afora.
Foi com a Helô e Marcinho e com sua melhor amiga, Mariana, filha deles.

Fico aqui, órfã de férias de filha menor, carente de saudades da filha maior, e em semana de deprê se instalando...
Vou renovar energias no trabalho e na leitura .
Alias, mudando de assunto, leiam o livro da Mônica Montone!
É lindo...
Semelhante / agosto 2006
by Marilia

11 comentários:

valter ferraz disse...

Marília,
minha querida nossos filhos precisam voar. Às vezes como a águia, a mãe alada, deve empurrá-los com o bico para que alcem vôo. A Mali, pelo que sei é veterana em vôos, solte-a e você ficará mais e mais feliz, tenho certeza.
Fique bem,
Um grande beijo

ps: já lí o livro da Mônica e recomendo.

james disse...

Tudo de muito bom gosto por aqui.

Um abraço.

Yvonne disse...

Marília, sei como você se sente. A minha filhota também está longe e eu estou morta de saudades dela.
Ah querida, ainda não consegui melhorar a minha angústia por causa dessa tragédia.
Beijocas

Priscila Pires disse...

ai mamis parece ateh que to lendo a descricao de aflicao dos meus pais. Ontem falei com os dois.Mamis tah bem, com 5 pinos saltando dos bracos mas bem.Morre de saudades mas segura a onda. Ja papis...vixe! tah mals! Toda vez que ligo ele chora, me pergunta mil vezes qdo eu volto e dessa vez esqueceu de perguntar se eu estava emagrecendo.
Eh duro aceitar que os pais criam os filhos para o mundo neh? Deve doer um bocado. Qdo tiver os meus vou saber! Fica bem e vai aproveitar a vida!
bjo grande!

Vieira Calado disse...

Bem vinda ao meu blog. Obrigado. Quanto à recente tragédia com o avião, devo dizer que temo sempre quando vejo esses monstros a voar sobre as cidades.
Um abração

perdidinha... disse...

vc deve pensar como eu marília... "outro dia mesmo essa moleca usava fraldas..."
mas é assim, né? e temos que aprender...
nada de ficar triste aí... olha nós aqui, olha!!!
beijocassssssssssss.

kika disse...

oh! familinha pra ter mae brava, sei bem o que e isso... meu pai, uma ladie, ja a mamy....

kika disse...

oh! familinha pra ter mae brava, sei bem o que e isso... meu pai, uma ladie, ja a mamy....

O Meu Jeito de Ser disse...

Marília, pense que ela está se divertindo, amando a viagem, e você vai ficar bem, sem deprê.
Ela ficou linda nas fotos do sobretudo. E aqui também.
Amore, ainda vou postar sobre os livros, não esquecí, é que estava sem tempo.
Agora começo a folgar um pouquinho.
Se ficar triste aí sózinha me grite e corra prá cá.
O livro da Moniquinha vale a pena.
Beijinhos

Lili disse...

Oi Mari.
É engraçado uma moça de 19 anos falar isso, mas o q mais tenho vontade é de sentir a saudade dos filhos qdo eles vão pras férias mesmo q essas férias sirva de férias pra mães tbm. Isso é a intensidade de ser mãe e eu quero sê-lo em toda a sua extensão...
Linda recomendação o livro da Moniquita deve ser tudibom como ela é...
bjocas

Blog do Beagle disse...

Calma, ela volta logo e cheia de coisas para contar. Descanso de filho é revigorante, ou era, segundo minha falecida Mãe. Bjkª. Elza