Layout / Art: Ana.

segunda-feira, setembro 17, 2007

Morte feia

Ela nunca se acostumou com a ideia de que era mesmo feia.
Na verdade ela nasceu assim.
Não queria ser uma moça linda, dessas belezuras de chamar atenção,
mas achava que Deus tinha sido meio sacana com ela.
Ângela já passava dos 32 anos, e nenhum namorado.
Seus cabelos eram anelados, um sufoco, coitada.
Usava rolinhos durante o dia e a noite dormia de toca de meia.
Sua pele, oleosa, vivia cheia de espinhas.
Seus dentes eram tortos, não teve dinheiro para colocar aparelho na adolescência.
Quer colocar agora.
Vai pagar com seu salário.
Sem gosto, sem cor, sem charme, sem amor.
Andava meio cansada de tanto escutar essas palavras.
Não era gorda e não usava óculos, era o que ouvia como consôlo.

Foi quando ouviu as risadas na copinha do escritorio que desesperou.
O comentário, vulgar, maldoso: "...e ela entrou com a cara em um concurso de bunda, a creditem, perdeu..ahahahah"

Saiu do serviço aos prantos.
Na banca, a revista mostrava A BELEZA.
Na televisão, Angela viu A BELEZA.
No shopping, no trabalho, no cinema, Angela viu A BELEZA.
Angela percebeu que não havia lugar para ela.
Ser feia é pecado mortal, ela teve certeza.

Como no poema do Bandeira, passou pela Avenida Afonso Pena, atravessou a Rodoviária por dentro, saiu do outro lado, e andou até chegar onde ainda existe o rio Arrudas.

Pulou.
Quebrou a cara toda.
Morreu desfigurada, horrorosa.
Seu obituário foi uma BELEZA e muito bem escrito.
( by Idy)



UPDATE:
TINA OITICICA, A BOTAFOGUENSE MAIS FOLGADA QUE CONHEÇO, E TAMBÉM A MAIS QUERIDA, ANDOU COLOCANDO NO AR ALGUNS COMENTÁRIOS SOBRE MINHA PAIXÃO PELO CLUBE ATLETICO MINEIRO - O GLORIOSO CAM- !
LEIAM O POST!
E COMENTEM LÁ.
http://attu.typepad.com/universo_anarquico/2007/09/equilbrio---par.html?cid=83073739#comments

17 comentários:

Erika disse...

ai, pobrezinha.

:o(

Beijos vizinha.. ótima segunda

Ana disse...

Nuuuussa... Trágico... e... BELO!
A ditadura da beleza que nos oprime... Ter q ser magra, e bela, e feminina, e isso e aquilo... Pira mesmo.
Beijos, adorei!
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Maria Augusta disse...

Marilia, a beleza é uma tirania, é verdade, principalmente no Brasil. Aqui existe menos pressão neste sentido, as qualidades humanas duma pessoa são mais valorizadas.
Um beijão e uma boa semana.

Eduardo P.L. disse...

Beleza de crônica!

Abçs

O Meu Jeito de Ser disse...

Que pena, que nunca ensinaram Ângela a se amar.
O bonito as vezes é muito feio.
causa asco.
Um beijo querida, boa semana.
O que passou, passou. Ficou lá atrás.

Yvonne disse...

Menina, me senti mal ao ler a história da moça. Sei lá, fiquei estranha. Beijocas

Anderson-kbça disse...

E isso acontece a todo o tempo, a cada minuto.

Só salva-se quem se da conta que o interessante é amar a si próprio.

abraço.

Karina disse...

E vemos essa mesma história se repetindo várias vezes na pele de belas meninas q querem atingir um impossível padrão de beleza.
Mulher é mulher e é difícil estarmos completamente satisfeitas com nossa aparência, mas é preciso cuidado com os exageros.
Bj

Ah, cheguei aqui pelo Vixe Maria da Camu. Gostei muito do seu blog.

Lili disse...

E porq estava tão ausente voltou tão cheia de novidades...
Adoro lê-la e devias, sim, escrever um livro. Dom tens de sobra...
Q bom que enfim chegou o email...
Bjocas

FINA FLOR disse...

muito pertinente sua crônica, Marilia, querida.

nossa sociedade é muito perversa, nós somos muito perversos.

beijos carinhosos e boa semana,

MM.

Sonho Meu disse...

Já li nao sei aonde, que brasileiro é o povo mais narcisista do mundo, em todos os sentidos. Por que essa cobrança por beleza, o belo nem sempre é bom. Tem tantas coisas a serem relevadas, antes de se pensar na maldita beleza. Cade o apelo a inteligencia, a felicidade, o amor ao proximo e a si mesma?
Sou contra a esse culto da beleza, pior ainda sou contra essa cobrança da sociedade para a beleza(imvho) !
bjos,
me

DO disse...

Não sou a pessoa mais indicada pra falar em auto - estima,mas é a velha história: se vc não se gostar em primeiro lugar,quem vai gostar?

Beijos,Marilia e obrigado pelas palavras sempre muito carinhosas.
Alias,posso te linkar??

Priscila Pires disse...

mas tu eh chique demais neh nao mamys???
post em homenagem a vc e td!
viva a BELEZA da popularidade!!!!
bjo bjo bjo

Márcia(clarinha) disse...

Ditadura imposta pela beleza onde àqueles que não se enquadram no perfil são banidos da sociedade...
Triste a história de Angela que mostrou fraqueza diante da sociedade e coragem diante da morte.
dias lindos,flor
beijos

Ana disse...

hehehehe A Tina é fogo...

Magui disse...

Pois é.

Adelino disse...

Marilia, existem muitas mulheres nas mesma condições da personagem do seu texto. E também homens, por que não?
São os chamados padrões de beleza. Vai ver que a menina da sua história tinha encantos até mesmo físicos, mas, porque fora dos padrões impostos pela mídia, acabou se atirando da ponte.

(Eu ia dizer uma coisa aqui, mas resolvi que não...)
Beijos