Layout / Art: Ana.

sexta-feira, setembro 07, 2007

Independência ou Morte



Esse é o blog da Veridiana Serpa http://30ealguns.com.br/?p=380.
Veridiana é aquela brasileira que não desiste nunca, e tem mobilizado os blogs com postagens coletivas relevantes e de interesse nacional.
Sugiro que vocês passem por lá, pois os artigos dela são geniais e trazem sempre uma abordagem politico social.
bom feriado, e que esse nosso Brasil tão cor de anil, consiga mudar...
Com nossa vontade e nosso voto.
Que nossos governantes eleitos democraticamente recebam nossos protestos e trabalhem no sentido de fazer valer a vontade do povo.
Não a CPMF, Não a má distribuição de renda, Não as falhas lamentáveis dos dirigentes das áreas da saúde e da educação, Não á violência diária, seja contra o velho, o novo ou a criança, Não a miséria e a pobreza de espírito.
Sim a paz, aos trabalhos sociais, sim a proteção da crianças e dos velhos, sim a proteção do meio ambiente, Sim a preservação da dignidade e da integridade de nossos irmãos, brasileiros do norte, do sul, do leste e do oeste.
Quero escrever algo sobre esse meu Brasil.
Penso, ainda de forma romântica, que minha escrita e minhas palavras
Podem ajudar a mudar a situação;
Ou mesmo criar uma oportunidade, gerar uma melhora.

Mas quando me preparo para escrever
Sempre me vem a lembrança do poeta Thiago de Mello.
Talvez por que, nos tempos"d'eu menina"
Crédula e libertária, era ele meu ídolo maior
Neste 7 de Setembro de 2007, uma vez mais
Abro alas e peço passagem para ele,
O Poeta da Esperança e da Liberdade!

Madrugada Camponesa / de Thiago de Mello

Madrugada camponesa,
faz escuro ainda no chão,
mas é preciso plantar.
A noite já foi mais noite, a manhã já vai chegar.
Não vale mais a canção feita de medo e arremedo para enganar solidão.

Agora vale a verdade cantada simples e sempre,
agora vale a alegria que se constrói dia-a-dia feita de canto e de pão.
Breve há de ser (sinto no ar) tempo de trigo maduro.

Vai ser tempo de ceifar.
Já se levantam prodígios, chuva azul no milharal,

Estala em flor o feijão, um leite novo minando no meu longe seringal.
Já é quase tempo de amor.

Colho um sol que arde no chão,
lavro a luz dentro da cana,
minha alma no seu pendão.

Madrugada camponesa.
Faz escuro (já nem tanto), vale a pena trabalhar.
Faz escuro mas eu canto porque a manhã vai chegar.

(Do Livro: “Faz escuro, mas eu canto”)
PS: Post revisado em 7/09/2007, as 10.29 hs / am

UPDATE:
Gente, tem texto meu lá no Marmota...
Passem por lá!
http://www.interney.net/blogs/marmota/
bjos

10 comentários:

Maria Augusta disse...

Marília, por coincidência, também postei apostando na construção e na esperança vindas da natureza. O que falta ao brasileiro é se "levantar do berço esplêndido" e acreditar que "o futuro (que) espelha esta grandeza" é hoje. Um beijo grande e um lindo fim de semana.

O Meu Jeito de Ser disse...

Puxa vida, começar o dia assim, com Thiago de Mello, é para iluminar mesmo.
Um lindo dia prá você, com muita alegria.
Um beijo

valter ferraz disse...

Marília, parabéns por relembrar Thiago de Melo. Gostava tanto dele que empreitei o nome do poeta ao meu filho.
Um beijo, menina

Yvonne disse...

Marília, que venham dias melhores para todos nós. Amiga, obrigada por tudo. Beijocas verdes e amarelas, apesar de tudo.

Thiago Quintella disse...

Esse meu xará é bo mesmo!! O único Thiago velhinho que existe!!! hehehe

Veridiana Serpa disse...

Marília, primeiramente gostaria de agradecer as palavras ao meu respeito, me fez até mesmo chorar ... belo texto, tanto pelos Não quanto pelos SIM e fechou com chave de ouro com um texto do Poeta ... podemos reclamar, podemos desanimar, mas jamais podemos desistir ... bjs

Márcia(clarinha) disse...

Que possamos orgulhosos, bater no peito e dizer Viva o Brasil!
lindos dias flor
beijos

*adorei o horóscopo, rss

Camila Pontes disse...

Oieee....
primeiramente quero me desculpar pela falta de visitas...
andei meio longe de mim ultimamente...
mas já passou...
segundo quero dizer que se você mudou o visual, ficou lindo adorei...
eu também cortei meu cabelo... qualquer dia coloco uma foto minha lá...
e por último dizer, que o post está maravilhoso...
DIGA SIM AS COISAS BOAS E LUTE POR UM MUNDO MELHOR...

Beijos...

Fábio Mayer disse...

Há muita coisa a melhorar no Brasil, mesmo... mas cada um de nós que tem consciência disso, é a semente de um futuro melhor, eu tenho fé em Deus, acho que um dia, de tanto a gente rezar e se esforçar, Ele nos ajudará a fazer do Brasil um país justo.

Penfield disse...

de certo modo, é uma pena q estejamos todos muito mais cínicos e q não possamos mais apreciar Thiago de Mello, em sua inteireza e ingenuidade.

não sou poeta mas, lendo o poema q vc teve a generosidade de transcrever inteiramente, não posso deixar de pensar q a esperança dele de q os tempos escuros vão terminar tb se aplica a nosso tempos.

Abraços,
Penfield