Layout / Art: Ana.

domingo, novembro 05, 2006

sem conexão


ontem pela manhã escrevi um texto aqui no blog.
e, caraca, postei e não estou entendendo...ele sumiu!!!

dia dificil ontem, com meu tio em coma, e eu preocupada por tabela com meu pai, que apesar de estar bacana e com ótima saúde no alto de seus 85 anos, está muito abalado com o irmão, mas eu sei que meu tio vai dar conta do recado e sair dessa!

sexta feira choveu forte, tempestade de raios. adoro, nunca tive medo. mas, acho que algum raio deve ter atrapalhado a conexão, e de repente fiquei sem televisão.(!)
porra, sou viciada, fico perdida sem telecine / HBO.
sem saber o que fazer ( tinha visto uns videos antes, finalmente vi " capote", caramba, que show do cara que faz o trumman), fui tentar ler alguma coisa, por que desde um sábado alucinado, semanas atrás, quando arrumei a casa inteira, tipo faxina geral, eu não abria um livro.
aliás, tô sacando que há tempos não paro para ler nada!
preguiça de jornal, de livros novos, fico mastigando meus escritores prediletos, como se fosse o suficiente para ter um pensamento lógico e racional.
tem um lado meu, estranhamente reacionário e preconceituoso, que me impede muitas das vezes de enxergar o novo, o diferente, o (?) exótico, o oriente... e que como na musica, me deixa restrita a alguns eleitos, e acabo ficando sem escutar ou ler outros.
bom, peguei um livro da Jojo, coisa que não costumo fazer.escritor contemporaneo, AMERICANO, livro grande e pesado, ou seja, tudo que me incomoda...
o livro chama-se "gênio - os 100 autores mais criativos da história da literatura", e o autor, Harold Bloom.
viajei na leitura, e porra, meia hora depois, já estava amando!
caramba, como sou preconceituosa, e as vezes teimosa...
tô adorando ter quebrado minha própria resistencia...
que raios e trovões aconteçam para que eu não emburreça.....

2 comentários:

Joana disse...

tambem achei capote super bacana. e o livro do bloom, ainda nao li. so uns pedacos, mas ele eh um cara legal. estudei sobre ele na minhas aulas de linguistica na faculdade.

Gdá disse...

Idyzinha, quase morri lendo esse início falando do tio Nilton, vc não pode imaginar como estou, a falta que ele me faz, a tristeza em minha alma, a vontade de tudo ser um sonho e acordar desse terrível pesadelo e a dó de todos que ficaram, principalmente, Méinha, Niltinho, Claudia, netos, tia querida Lurdinha, e os irmãos, tão velhinhos e tão sofridos, isso tudo acaba comigo, aliás com todos nós, mas ao meu amado, eterno, amigo, companheiro, confidente NILTON mais do que eterna saudades, ele terá prá sempre o meu eterno AMOR!!!!!!!!!! Meu santinho mais puro, ingênuo, criança, o meu UNICEF AMADO!!!!!!!!! SAUDADES, SAUDADES, SAUDADES SEMPRE!!!!!!!!!!