Layout / Art: Ana.

sábado, julho 22, 2006

drama


as sensações se alternam durante o dia. as vezes raiva, outras uma grande mágoa, e sempre uma tristeza intensa, que não me sai do peito. havia aprendido que ao longo do tempo, elas poderiam deixar de vir. mas não é verdade. tal ensinamento é mentiroso. as marcas são profundas, e as cicatrizes visíveis. escapei da morte, me falam. voce teve muita sorte. engraçados...desgraçados. não sabem o que dizem. jesus já havia pedido ao Pai que os perdoasse, pois eles não sabiam o que diziam. não sabem até hoje. mas eu não sou o Pai. portanto, não tem perdão. podem perguntar : a morte é uma atitude? a morte é um estado? a morte é uma passagem? melhor saber já. por que voces vão morrer. envenenados. morte lenta, dolorida, com a garganta se fechando, o ar faltando, a lingua engrossando. o veneno da hipocrisia, da mentira, da traição, do engano. ficou pesado o papo, né?
pois é, assassinato de 1º grau.
eu, sempre sentarei num café que gosto, pedirei um chocolate quente ou talvez um cappuccino com leite. vou sempre escutar my man, com a billie, ou monday monday, com mammas and the pappas. não vou nunca ao enterro, por que na verdade eles já morreram faz tempo.

5 comentários:

Anônimo disse...

que texto triste. vc deve sofrer com esses fantasmas.

monica disse...

ja te disse que vc escolhe muito bem as imagens dos seus textos??? e isso...adoro. bjs

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Keep up the good work. thnx!
»

Anônimo disse...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»