Layout / Art: Ana.

quinta-feira, junho 11, 2009

tudo igual....loucura

incrivel como a loucura volta.
ciclica, me dominando.
começa lentamente....
- perda do sono, da tesão, do interesse no proximo mais proximo.
- me envolve completamente, noite e dia , dia e noite no trabalho.
- os sonhos.
sonhos imensos, que me acordam e roubam o pouco da noite que consigo nao ver...
ah, mas o pior ....
me vem aquela velha compulsao pela escrita, pelo isolamento e pela dor.
uma dor inexplicavel que, junto com a tristeza, ambas, de uma so vez, me envolvem e me levam para alem do inimaginavel.
perco a voz.
perco a vez.
percebo que ja atravessei o rio, ja estou na outra margem, paguei minhas moedas, enfumacei, embranqueci, enlouqueci.
Idy

3 comentários:

Rustenes disse...

Lindo texto, a loucura realmente não é singular, ela vem com muitos apetrechos.....as vezes falta tudo e as vezes sobra tudo...Parabéns..

Rustenes disse...

A excência da loucura é a imensa capacidade de ver o outro como nunca se viu...

Anunciação disse...

Diante disso,e quão estreito contato já tive,só me resta rezar por ti,por nós.