Layout / Art: Ana.

segunda-feira, setembro 22, 2008

SANTO NOME

Será que o grande segredo é manter o silêncio?
Será que o grande segredo é fingir que não tem mêdo?
Será que o grande segredo é acreditar que existe algo entre o céu e a terra além das nuvens?....
Ela pensa nisso as vezes.

Não se deixar dominar pelas perguntas, pois as questões profundas sairam de moda.

Não adianta insistir, hoje o mais importante é conseguir vencer o dia, dominar a noite, conquistar mais um amanhã.
A vitória consiste em atingir o ser humano mais próximo, sem escolher, e conseguir se fazer entender.
Será que o grande segredo está em saber viver com a gente e com os da gente e com os que não são como a gente?
Sei lá....
Melhor continuar falando, desacreditando no meu medo, e fotografando o infinito?

É fd.., porque fiquei meio carola.
Me incomodo com isso, tenho saudades de fazer umas maldades sem sentir culpa!
Tenho saudades da raiva mordida que me alçava.

VAI ENTENDER O SER HUMANO....
ACABEI LENDO NOVENA, COM RETRATO DE SANTA NO QUARTO, AVE MARIA NA BOCA...
SARTRE, Ó MESTRE, CADÊ VOCÊ ?
ONDE ESTÃO MEUS FILOSOFOS ?
JIM MORRISSOM , ME LEMBRE SUA LOUCURA, ME AJUDE A ESQUECER ESSE MEU DEUS DA CULPA E DO MEDO...
HELP...
I WANT A HOW YOUR HAND

11 comentários:

Lia Drumond disse...

Apego ao etéreo é só pra quem tem imaginação suficiente. Deus do medo e da culpa? Que nada! Deuses da Vida, com tudo o que o pacote inclui... Bjs

Mário disse...

Não sei, Marília.
Sempre penso que o ideal é o equilibrio: nem a devassidão tampouco a segregação para ficar orando o dia todo na caverna tosca.
Melhor é ter a certeza de que algo existe além desse factóide mundo e suas grotescas injustiças.
É preciso viver aqui e lá, sem perder a essência do que queremos ou a certeza de quem somos.
Boa semana, amiga.

Márcia(clarinha) disse...

Acho que com o tempo viramos do avesso daí tanta carolice, mas rezar não faz mal, acalma o coração e dá sossego a alma, pelo menos aprendemos isso na escola...

lindos dias flor
beijos

Aninha Pontes disse...

Um olhar é oração, um apalavra com você mesma é oração.
A oração que acalma, que tranquiliza, que te faz enxergar com clareza, que te faz amar a vida e repudiar a morte, embora, sabemos que nada adianta esse repúdio.
Aquela oração que te faz gente, e gente feliz.
Essa? Use e abuse.
Beijos.

ANDREA MENTOR disse...

Marília, o compromisso que temos com Ele nada mais é do que ser fiel a nós mesmos. Não há de sentir culpa se essa máxima for respeitada. Não é necessário passar por cima de nada nem de ninguem. Mas provavelmente machucaremos pessoas assim como seremos macgucados. É a lei da vida. E ela já é doída o suficiente pra ser inesquecível. Se culpar é vc contra vc mesma. E isso vai contra nosso compromisso. Beijo

Anunciação disse...

O Deus verdadeiro é misericórdia,alegria,consolo,magnanimidade,e todas as coisas boas.O perdão inclue perdoar a outros e se perdoar também;esse é o segredo.Culpa existe não porque Ele a coloca mas pq nós a colocamos ou a sentimos por problemas pessoais ou por termos realmente feito algo que nosso senso de ética e delicadeza de caráter nos chama a atenção.Claro que isso é o meu pensamento e,detalhe,apesar de não frequentar o templo por vários motivos,não deixo de ser carola,rs.Rezo,falo com Maria,peço,agradeço enfim faço minha vida interior o melhor possivel para aguentar esse mundo tão esquisito e violento às vezes.Um beijo.

Lord Broken Pottery disse...

Marília,
Também vejo o Deus do medo. Na minha falta de fé é o único em que acredito. Também prefiro a loucura de Jim Morrison. Ou da ainda viva Amy Winehouse. Gente que vive até as últimas consequências. Possuidores de uma arte tão imensa que mal conseguem suportá-la. E morrem feito passarinho, caindo dentro da gaiola.
Beijo grande, amiga

eliane disse...

A mente é a precursora de todas as coisas.
Se alguém fala ou age com uma mente impura, segue-se o sofrimento, como a roda que segue os pés do boi.

A mente é a precursora de todas as coisas.
Se alguém fala ou age com uma mente pura, segue-se a felicidade, como a sombra que nunca se afasta. — Dhammapada

Márcia(clarinha) disse...

O grande segredo querida, respirar lentamente a vida...assim ó: inspira, expira, inspira, expira, pronto! ;-)

lindo dia flor
beijos

DO disse...

Poxa,Marilia,não sabia que tinha voltado a blogar.
Fiquei muito feliz!!

Beijos!!

Yvonne disse...

Marília, eu acho que na nossa idade, tudo é permitido. Eu prefiro me arriscar a ser malvadinha de vez em quando do que ser o tempo todo certinha. Rezar faz bem querida. Beijocas